Goodwill: conheça o significado do termo e sua importância
Saiba tudo sobre "goodwill contabilidade"

Goodwill: conheça o significado do termo e sua importância

Para aqueles que investem no mercado empresarial, ou até mesmo já adquiriram uma empresa, o termo goodwill não é estranho. Essa nomenclatura, contudo, pode ser desconhecida ou até mesmo difícil de ser compreendida por alguns. Por isso, saiba o que é o goodwill, sua importância para a contabilidade e o balanço financeiro de uma empresa, e descubra como calcular esse ativo intangível.

 

O goodwill no balanço financeiro de uma empresa

O termo goodwill é conhecido por aqueles que investem em empresas com boa Valuation, ou seja, com boa avaliação no mercado financeiro. Ele costuma designar o valor intangível de uma empresa, que é o preço que se paga a mais na aquisição de uma marca, por sua credibilidade, valor, carteira de clientes e conhecimento organizacional. Além disso, esse termo pode ser referente à capacidade intrínseca de uma empresa gerar lucros. Por isso, o goodwill tornou-se um termo importante para a contabilidade das empresas e de investidores.

 

Origem do goodwill

Acredita-se, a partir de registros, que a primeira vez que a palavra inglesa goodwill surgiu foi na Inglaterra, no século XVI. A expressão foi utilizada na venda de um terreno para determinar o valor excedente que deveria ser pago por sua localização e patrimônio.

O termo e seu significado mantiveram-se na boca de investidores e empresários ao longo dos séculos, mesmo que pequenas variações do que seria o goodwill foram pensadas por estudiosos.

 

Goodwill na contabilidade

Na contabilidade, esse termo é aplicado ao preço de aquisição menos o valor do capital próprio da empresa adquirida. Essa conta permite que o comprador e o vendedor de uma empresa saibam quanto custará o valor intangível do negócio. O goodwill pode ser mensurado em cima de vários fatores, por exemplo: marca registrada, conhecimento organizacional, capital intelectual, credibilidade de mercado e carteira de clientes. Saberemos mais sobre eles a seguir!

 

Marca registrada

Em determinadas empresas, a marca registrada possui um valor específico, que é detalhado no momento de sua venda. Essa, contudo, não é uma regra, pois existem empresas que não possuem valor em suas marcas.

Conhecimento organizacional

Esses conhecimentos são as informações e expertises internas, ou seja, que estão reclusas ao funcionamento da empresa. Nesse caso, apenas essa empresa ou poucas delas dominam determinadas técnicas e conhecimentos, o que torna esse detalhe algo preciso, um valor intangível.

 

Capital intelectual

O capital intelectual é o conhecimento dos funcionários e a qualidade deles em seus trabalhos. Esses trabalhadores tornam a empresa única e devem ser valorizados no momento de sua compra.

 

Credibilidade de mercado

A credibilidade de mercado é a confiança que a empresa transmite para seus clientes. O reconhecimento da marca pelos compradores também se encaixa nesse goodwill, pois é esse relacionamento que estabelece o sucesso de vendas e o montante do lucro.

 

Carteira de clientes

A carteira de clientes é uma das maiores conquistas de uma empresa. Ela é o resultado de sua credibilidade no mercado e na manutenção de boas relações. Esses compradores são fundamentais para uma empresa, assim, ela é imprescindível para manter os negócios.

Além disso, a legislação brasileira – na Lei Nº 12.973/14, Artigo 20 –  exige que as empresas avaliem o custo da aquisição, considerando o goodwill e mais dois fatores: o valor do patrimônio líquido no momento da aquisição e a mais-valia ou menos-valia, que é a diferença entre o valor tangível dos ativos líquidos identificados e seu valor contábil líquido.

 

 

Goodwill x ágio

Dentro da avaliação financeira, três fatores devem ser considerados na compra de uma empresa:

  • Ágio: valor adicional que é cobrado sobre uma mercadoria ou operação financeira;
  • Deságio: pagamento de um valor abaixo do que foi estimado no patamar de mercado;
  • Mais-valia: os valores ativos da empresa que vai investir devem ser mais do que o valor contábil (patrimônio líquido).

O goodwill, por definição, é um ágio, pois esse termo refere-se a um valor intangível que é pago quando se adquire uma empresa. Ou seja, um valor adicional ao preço de mercado daquele negócio que está sendo adquirido.

Assim, todo goodwill é um ágio, pois representará um montante a mais no valor de mercado apurado. Contudo, nem todo ágio pode ser um goodwill, pois outros valores podem ser adicionados ao preço pago por uma empresa, como juros a prazo e títulos financeiros.

 

Como calcular o valor do goodwill?

O cálculo do goodwill é simples, porém, deve-se estar atento a todos os valores e fatores que serão somados a essa equação, pois eles não estão explícitos na avaliação patrimonial das empresas, mas sim nas vantagens que aquele determinado negócio possui.

O valor do goodwill, para a contabilidade, é a diferença entre o valor de aquisição e o valor do patrimônio líquido da empresa ao valor adequado. Esse cálculo é expresso na seguinte fórmula:

Goodwill = VME (valor de mercado da aquisição) – PLE (patrimônio líquido de entidade)

Vale ressaltar que esse valor não é referente ao patrimônio líquido da empresa, mas sim ao valor das negociações pautadas nos fatores de um goodwill, como carteira de clientes, credibilidade, marca, entre outros.

 

Goodwill para os investimentos

Além da importância para o mundo dos negócios e da contabilidade, o goodwill tem seu valor dentro do mercado financeiro. É a partir desse cálculo que um investidor fará uma análise e avaliará os riscos daquele investimento. Assim, um goodwill alto representa uma segurança para aquela empresa, que se destaca no mercado por essas qualidades.

Para realizar esses investimentos, é necessário conhecer as tendências de gestão de ativos de 2021, analisar os balanços da companhia e ter conhecimento prévio dos fatores intangíveis da empresa, como clientes, credibilidade, entre outros. A CPCON realiza avaliações de intangíveis para diversos clientes visando definição do Goodwill.

Dúvidas sobre o mercado financeiro, gestão de ativos, valuation, avaliação financeira e cálculo do goodwill podem ser tratadas por meio de empresas que facilitam esses estudos e análises de mercado, como a CPCON.

Deixe uma resposta