Inventário Físico

Início | Servicios de Inventario | Inventário Físico

Inventário físico

O inventário físico deve garantir uma contagem precisa do inventário, contando fisicamente cada peça do estoque. A inspeção física visa, precipuamente, confirmar se os itens de estoques, em base de informações, códigos de controles, descrição e quantidades, bate com o que está registrado no sistema de gestão da empresa.

Qualquer discrepância deve alertá-lo que há um problema e não é aconselhável que seja resolvido a posteriori, ou seja, em caso de discrepâncias, a ação imediata da solução é essencial para a confiabilidade do inventário. Além de oferecermos o serviço de etiquetagem de itens, caso solicitado.

Outros fatores podem surgir com a execução do inventário físico, são eles:

  • Os inventários físicos podem ajudar os gerentes a ver quaisquer discrepâncias entre os relatórios do sistema de gerenciamento de estoque e quais itens estão fisicamente estocados. Os gaps desses controles que podem indicar ações imediatas da alta administração da companhia, para evitar perdas de faturamento ou excesso de custos na produção;
  • A diferença entre o que aparece no sistema de gerenciamento de estoque pode resultar em itens roubados, perdidos ou quebrados. Da mesma forma, adoção de ferramentas que possam apontar em curto espaço de tempo esses gaps, eliminam riscos e perdas futuras;
  • Um inventário físico impreciso significa que uma empresa informará um valor incorreto para o custo das mercadorias vendidas, o lucro bruto e o lucro líquido, afetando o resultado das companhias.

As empresas realizam sua contagem de inventário físico anual, geralmente antes de compilar seus relatórios financeiros anuais. A melhor prática de contagem de inventário depende do tipo e das metas do seu negócio.

Para fornecer uma contabilidade precisa dos itens que a empresa possui, contar seu estoque corretamente é fundamental porque é usado para calcular um dos indicadores financeiros mais importantes para alguns tipos de negócios – Custo das Mercadorias Vendidas (CPV). Especificamente, o cálculo do CPV é o estoque inicial (o que você já tinha) mais as compras durante o período (o que você comprou de novo e adicionado ao estoque inicial), menos o estoque final (restante).

À medida que uma empresa vende seu estoque de estoque de ciclo e o reabastece, seu fluxo de caixa é responsável pela receita que recebe e pelos pagamentos que faz.

Como agilizar seu processo de inventário físico?

Existem operações que realizam inventários físicos de forma diferente, entretanto, podemos concluir que o melhor deve ser adaptado a realidade de cada tipo de Cliente. Por exemplo, varejistas, fabricantes, distribuidores atacadistas e empresas baseadas em comércio eletrônico, podem fazer um inventário completo uma vez, ou fazer a contagem cíclica, entretanto o prazo é essencial para o seu negócio. Mesmo que você tenha um sistema automatizado que gerencie seu inventário, ainda pode ser turbinado esse controle com o uso da tecnologia de RFID.

Ações para o uso do RFID nas operações
de estoque de sua empresa:

Ação Benefícios
Possibilidade de identificação de cada item com um código único por item. Identificação do item, possibilidade de busca eletrônica do item específico dentro do espaço físico, por aproximação.
Agilidade na leitura de até 8x mais rápida que a tradicional contagem Quando implementado o chip correto para cada tipo de material, é possível garantir a leitura de até 10 metros ou mais de distância entre o bem e a antena ou coletor.
Possibilidade de leitura e tracking do item. Com posicionamento das antenas corretamente, é possível saber as movimentações de itens em tempo real.
Redução de perdas e espaço físico Eliminação de perda por validade, diminuição de desvios, excesso de estoques, com isso é possível a redução de espaços físicos e custos logísitcos.
Grupo de itens para aplicação , agilidade na composição do kit com uso do RFID. Muitas empresas movimentam itens por kits para aplicação, exemplo de hospitais, montagens, etc. Uma forma de checagem na saída ou entrada do material sem necessidade desmontagem do kit.

Por que contar com a CPCON para o seu projeto?

Por mais de 28 anos, implantamos nossos sistemas de controle e gestão de itens. Fomos pioneiros no Brasil com uso de código de barras, enquanto a maioria das empresas executavam trabalhos com planilhas e controles manuais, além desses processos, consideramos como grandes diferenciais no mercado:

  • Forte presença no mercado brasileiro com mais de 2.000 clientes atendidos com excelentes resultados operacionais comprovados. Comprovada experiência em serviços e suporte operacional, tecnológico de grandes empresas nacionais e internacionais para fornecimento de Etiquetas e Tags de RFID.
  • Estrutura própria para encoder (gravação dos dados), impressão e desenvolvimento de layouts e etiquetas.
  • Financiamos seu projeto com uso de recursos financeiros do nosso fundo de investimento nos EUA.
  • Fazemos toda análise dos custos, ROI do projeto, análise dos itens e estrutura necessária para rollout da solução.
  • Destacada experiência na integração com sistemas de gestão no mercado, especialmente SAP, Oracle, Protheus dentre outros.
  • Todo ciclo de implantação do projeto será feito sob gestão da CPCON.
    Suporte de empresas de auditoria para PMO do projeto.

As soluções de rastreamento de itens com RFID, baseadas na web da CPCON compreendem software proprietário testado em ambiente combinado com hardware de RFID de última geração, e são projetados para rastrear e monitorar ativos e inventários críticos em sua empresa em tempo real, de forma rápida e eficiente e com precisão.

Dúvidas Frequentes sobre Inventário Físico

Inventário físico é o processo de contagem e verificação física dos itens em estoque em uma empresa.

O inventário físico é importante para garantir a precisão do controle de estoque, evitar perdas e desvios, identificar itens obsoletos ou em excesso e auxiliar na tomada de decisões para compras e vendas futuras.

O inventário físico pode ser realizado manualmente, utilizando-se planilhas ou folhas de papel, ou por meio de sistemas informatizados, como softwares de gestão de estoque. É necessário contar cada item individualmente e registrar as informações de quantidade, localização, descrição e valor.

A frequência ideal do inventário físico varia de acordo com o tipo de empresa e o volume de movimentação de estoque, mas é recomendável realizar pelo menos uma vez por ano. Empresas com maior volume de estoque podem realizar o inventário físico com maior frequência, como a cada trimestre ou até mesmo mensalmente.

O inventário rotativo é um método de contagem de estoque em que os itens são verificados em intervalos regulares ao longo do ano, em vez de uma única contagem anual. Esse método ajuda a manter um controle mais preciso do estoque ao longo do tempo.

É importante planejar e preparar a empresa para o inventário físico, definindo datas, equipe responsável, metodologia de contagem, ferramentas necessárias e comunicação com os funcionários e fornecedores. Também é recomendável organizar o estoque previamente e identificar possíveis problemas ou desafios antecipadamente.

Caso sejam encontradas divergências entre o inventário físico e os registros de estoque, é necessário identificar a causa do problema e tomar medidas corretivas imediatas, como recontagem, ajustes de registro, investigação de possíveis desvios ou perdas e análise de oportunidades de melhoria no processo de gestão de estoque.

O inventário físico é a contagem e verificação dos itens em estoque, enquanto o inventário fiscal é a declaração das mercadorias existentes em estoque para fins fiscais e contábeis. Embora ambos envolvam a contagem de estoque, o inventário fiscal é uma obrigação legal e tem prazos e regras específicas estabelecidos pela legislação tributária.

O inventário físico afeta o balanço patrimonial da empresa porque os valores dos itens em estoque são registrados como ativos no balanço. Se houver divergências entre o inventário físico e os registros contábeis, isso pode afetar os valores dos ativos e, consequentemente, o patrimônio líquido da empresa.

Algumas dicas importantes para um inventário físico bem-sucedido incluem: planejar e preparar a empresa antecipadamente, definir uma equipe responsável e treinada, utilizar ferramentas adequadas de contagem, seguir metodologias consistentes e precisas, identificar possíveis problemas e desvios, e realizar a reconciliação entre os registros contábeis e o inventário físico.

Nosso time de especialistas está preparado para te atender e realizar a melhor solução para a sua empresa!

Scroll to Top