Impairment e Gestão Contábil

Impairment – Definição

Impairment e Gestão Contábil

A palavra impairment, é de origem inglesa, e tem como tradução no contexto de gestão contábil como “deterioração” ou “depreciação”. Em suma, tem relação a perda de valor de determinado ativo de um empreendimento. Tal depreciação pode ser ocasionada devido a vários fatores: desgaste por uso, pelo tempo, jornadas de trabalho diferenciadas (depreciação acelerada), etc.

Redução ao Valor Recuperável de Ativos

Com as regras de contabilidade definidas pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis ( CPC ) e pela CVM ( Comissão de Valores Mobiliários ), temos o “impairment” que deve ser obrigatoriamente adotado pelas empresas de capital aberto, podendo levar a baixas contábeis em série. Desta forma, esta regra, pode ser entendida como a redução ao valor recuperável de ativos, que deve ser executada sempre que for relatado diferenças entre a projeção de geração de caixa, com valor inferior ao qual tem o ativo registrado, tais verificações são executadas ao fim de cada balanço. Desta forma, é necessário executar a baixa contábil da diferença, para se adequar a nova deliberação

Engenharia de AvaliaçõesLaudo de Vida Útil, Laudo de Avaliação

Engenharia de Avaliações - Impairment

O processo de engenharia de avaliações consiste em consultoria patrimonial especializada na  determinação dos ativos de um empreendimento. Desta forma, alguns passos deste processo são imprescindíveis na gestão do patrimônio, com a caracterização de vários aspectos do ativo, como no laudo de avaliação, e a determinação do real estado de vida útil do mesmo, além da execução de verificações, como na revisão de vida útil contábil, entre outras. Este processo é essencial no controle patrimonial.

Teste de Impairment e a Redução ao Valor Recuperável de Ativos

Para execução correta da redução ao valor recuperável de ativos, é necessário a verificação ao fim de cada balanço. Tal verificação é conhecida como teste de impairment ou teste de recuperabilidade (também conhecido como teste de recuperabilidade de ativos). Através do resultado de tais testes, é possível confirmar a necessidade ou não da redução ao valor recuperável de ativos em questão. A execução de tais procedimentos são fundamentais para o correto controle do patrimônio e execução eficiente da Gestão Patrimonial.

Pronunciamento Técnico CPC 27 – Tratamento Contábil para Ativos Imobilizados

É interessante ressaltar dentro do escopo de Gestão Patrimonial e Inventário Físico dos bens, o Pronunciamento Técnico CPC 27, anunciado pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). Este dando relevância aos ativos imobilizados dentro do processo de demonstração contábil, podendo assim diferenciar investimentos distintos de uma entidade nos ativos imobilizados em questão, bem como mudanças/variações neste aspecto.

Deixe uma resposta