RFID: Exemplos práticos de Aplicação

Conhecer exemplos da aplicação do RFID é essencial para as mais diversas atividades. Sendo útil para as pessoas e para as empresas, gerando muitas vantagens.

Conhecer exemplos de aplicações RFID é fundamental, pois essa tecnologia é uma espécie de variação frente ao código de barras. Desse modo, compreenda que ele tem um diferencial que é a ausência do contato visual.

Assim, você deve saber que é importante entender desta novidade para ficar sempre atualizado. Então continue lendo o artigo para saber mais detalhes a respeito do RFID e veja alguns exemplos.

Pontos Chave

O que é RFID?

O RFID consiste numa tecnologia que serve como variação para o código de barras. De tal forma que ele não requer o contato visual que é utilizado para a identificação.

A sigla é por definição Radio Frequency Identification, ou seja, Identificação por Radiofrequência. Desse modo, temos diversos exemplos de RFID que são muito importantes na atualidade.

Com isso, entenda que nesta tecnologia temos o seguinte funcionamento:

  • Os dados digitais recebem codificações nas etiquetas;
  • Que no caso consistem na RFID e nas antenas;
  • Sendo capturados através de um leitor;
  • Onde são utilizadas as ondas (rádio).

Decerto, compreenda que o sistema em questão se assemelha bastante com o código de barras. Já que os dados presentes nas etiquetas acabam sendo capturados pelo dispositivo.

Em seguida, é feito o armazenamento das informações num determinado banco de dados. E são muitas as vantagens presentes nessa tecnologia que conta com vários exemplos de uso do RFID.

Vale destacar que tais informações do RFID são lidos mesmo se estiverem fora da visão do dispositivo. Sendo que o código de barras exige com que haja um alinhamento com o scanner óptico.

Dessa maneira, compreenda que esses sistemas RFIDs são vistos como um passo adiante no controle dos depósitos. Nisso, entenda que é importante conhecer todo o processo para que se possa obter vários benefícios.

Como a tecnologia RFID funciona?

O RFID faz parte de um grupo das tecnologias que são conhecidas como Identificação Automática. Além de ser considerado AIDC (Captura de Dados), onde os métodos fazem a identificação dos objetos de modo automático.

Enquanto que coleta os dados e também insere as informações de forma direta nos sistemas. Sendo possível mesmo que se tenha bem pouca ou sem a intervenção humana.

Com isso, compreenda que conhecer os exemplos de como o RFID pode ser utilizado é algo realmente fundamental. Visto que ele é uma tecnologia que usa as ondas (rádio) para que o processo seja realizado.

Assim, saiba que são pelo menos 3 componentes na qual o sistema consiste:

Decerto, compreenda que as etiquetas possuem circuitos integrados e também a própria antena. Sendo utilizados na transmissão dos dados através do leitor de RFID.

Na sequência, ocorre a conversão das ondas (rádio) no formato dos dados utilizáveis. Desse modo, compreenda que todas essas informações que são coletadas nas tags são direcionadas.

Nesse sentido, elas vão direto para uma determinada interface (comunicação). Sendo transferidas para um sistema de computador em formato de host. Por isso, compreenda que conhecer os exemplos de RFID ajudará bastante.

Uma vez que tais dados obtidos poderão ser guardados num banco de dados. Para que sejam analisados quando houver necessidade, permitindo mais rapidez e agilidade nos processamentos.

Quais são as aplicações do RFID?

Essa tecnologia RFID tem seu uso otimizado no controle dos ativos. Ou mesmo nos próprios itens presentes em uma empresa. Não importando se a mesma é industrial ou em formato comercial.

Confira alguns exemplos abaixo:

  • Rastreamento dos itens;
  • Gestão (inventário);
  • Controle dos acessos em áreas restritas;
  • Gestão de cadeia (abastecimento);
  • Rastreamento dos pessoais e dos crachás (identificação).

Por certo, compreenda que determinadas aplicações de RFID são fundamentais e trazem grande praticidade. E de fato, tem sido muito comum o uso desta tecnologia nas rotinas das pessoas e das empresas.

Vale ressaltar que esses dados são trocados nos mais variados tipos de sistemas. De tal maneira que não carece da interferência humana. Enquanto que a chave é o RFID que realiza os procedimentos com muita praticidade.

Com isso, compreenda que temos etiquetas inteligentes (tags) que servem para fazer a identificação. Seja para objetos, controles dos acessos, pedágios, estacionamentos, entre outros. No decorrer do artigo vamos conhecer vários exemplos de RFID para facilitar a compreensão.

Controle do Estoque

Com a adoção da tecnologia você pode escolher determinado item que esteja online. Logo após isso o produto será entregue com rapidez ou disponível para ser buscado no endereço combinado.

Tudo isso de modo dinâmico por causa do alinhamento online do estoque. Que está atrelado ao próprio sistema de gestão desta empresa. A fim de garantir com que tal produto esteja sempre disponível ao consumidor.

Dessa forma, compreenda que esse processo evita erros, já que a etiqueta inteligente facilita a tarefa. De tal maneira que o leitor do RFID faz a contagem mesmo a distância.

E isso é feito em cada uma das peças, tendo uma velocidade na faixa dos 500 (itens) a cada segundo. Desse modo, saiba que os exemplos de RFID são de grande utilidade.

Correios

Até mesmo o sistema dos correios pode ser beneficiado com a tecnologia RFID. Dessa forma, entenda que essa instituição adotou o método a fim de fazer o rastreamento em tempo real.

Como resultado disso, compreenda que o objetivo é administrar melhor as encomendas. Ao passo que os correios trocaram o código de barras convencional que era lido de forma individual.

E agora com o RFID é usada a radiofreqüência nas leituras que são instantâneas. Sendo que temos os portais que fazem a leitura. Sem dúvida, compreenda que o RFID tem muitos exemplos e consegue trazer muitos ganhos de tempo e dinheiro.

Já que as leituras em massa podem ser feitas com o uso das tags e à distância. De tal forma que muitas vezes essa leitura pode ser feita em 10 metros (distância).

Vale destacar que não há a necessidade de uma leitura feita de modo manual. Ou seja, não será preciso ir fazendo essa atividade em cada uma das encomendas.

Pagamento feito via celular

Outro dos exemplos de RFID é o NFC (Near Field Communication) que funciona em curto alcance. Dessa maneira, entenda que ele possibilita o envio dos dados através da frequência de rádio.

De fato, saiba que essas etiquetas de RFID são amplamente usadas nas lojas e nos supermercados. Além de identificar os produtos, a tecnologia pode ainda fazer a comunicação dos dispositivos (móveis) no pagamento.

Aliás, compreenda que o RFID não utiliza fios para que haja a comunicação entre 2 aparelhos. Ademais, saiba que são permitidas as mais diversas transações com um alto grau de segurança.

Decerto, entenda que o dinheiro e os cartões de crédito não vão ser mais necessários. Uma vez que a tecnologia feita pela radiofreqüência pelos dispositivos deixará com que a pessoa faça os pagamentos.

E com uso apenas de um Smartphone ou dispositivo similar que tenha um leitor. Facilitando as compras nos supermercados, lojas, mercearias e diversos outros locais. Com isso, descobrir os melhores exemplos de RFID fará com que pessoas e empresas sejam beneficiadas.

Pagamento (pedágio)

No caso de você ter esquecido o dinheiro do pedágio em casa, essa tecnologia será de grande ajuda. Desse modo, compreenda que isso evita filas e outros transtornos que podem ocorrer.

O processo é feito do seguinte modo:

  • É colocada uma etiqueta ou cartão que serve como identificação;
  • Ficando dentro do carro espelho (retrovisor) perto do pára-brisa;
  • Sendo que o item tem todos os dados (básicos).

Como conseqüência disso ao passar pelo pedágio, antena ou pelos leitores eletrônicos. A freqüência do rádio será emitida para que haja esse sistema de comunicação.

Por certo, saiba que ocorrerá a interação dos dispositivos para que a transação seja feita. Certamente, compreenda que este é um dos exemplos mais interessantes de RFID.

Vale lembrar que não precisa haver nenhum contato físico, já que o método aceita até 10 metros de distância. Sem dúvida, entenda que existem muitas vantagens na implementação deste sistema.

Área médica

Aqui é possível utilizar pulseiras (descartáveis) que contenham todos os registros do paciente. De tal forma que abrangem dados desde a identificação até o tipo de sangue.

Além disso, compreenda que esses detalhes são fundamentais para que o atendimento seja feito com mais agilidade. Nisso, este RFID é um dos exemplos que conseguem trazer ótimos resultados.

Por certo, compreenda que alguns dos benefícios incluem a redução da quantidade de testes. Enquanto que permite trazer todo o histórico do paciente, o que acaba trazendo informações de grande importância.

Perguntas

O que é RFID e para que serve?

O RFID consiste num sistema de identificação dos objetos. Além de fazer a transmissão dos dados usando as ondas de radiofrequência. Para fazer esta tarefa são utilizadas as tags (RFID), tendo chip e uma antena.

O que é o Código RFID?

A Identificação pela Radiofrequência é um método que realiza emissões das ondas de rádio. Que são emitidas pelo leitor de RFID e que realiza a leitura das etiquetas inteligentes. Nisso, elas respondem a um determinado número que é único.

Como funciona o RFID na logística?

Essa tecnologia realmente chegou ao setor logístico trazendo várias vantagens. Dessa maneira, compreenda que ele facilita a identificação de forma individual para cada um dos produtos. Além de registrar as informações todas os dados técnicos, podendo inclusive rastrear as mercadorias.

Quais os objetivos do RFID?

O RFID tem como objetivo identificar os produtos (individualmente). Fazendo o registro deles e permitindo com que os objetos sejam rastreados de maneira correta.

Alguns exemplos de RFID?

Alguns dos exemplos de RFID são a contagem do estoque e o rastreamento dos correios. Além do pagamento usando celular, entre outros. De fato, saiba que a tecnologia em questão é útil para as mais diversas áreas.

Conclusão

O sistema RFID faz a leitura dos objetos usando as identificações através de radiofrequência. Dessa forma, saiba que a tecnologia precisa de algumas etiquetas inteligentes que possuem todos os dados necessários.

Por certo, compreenda que o sistema é uma alternativa ao código de barras convencional. Sendo o diferencial é que não precisa estar perto para que a leitura seja realizada.

Portanto, saiba que conhecer os diversos exemplos de RFID será fundamental para gerar ganho de tempo e evitar erros. Assim, entenda que as empresas e as pessoas poderão ser beneficiados com essa inovação que deve crescer cada vez mais.

0 0 votes
Avaliação do artigo
0 0 votes
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Mantenha-se atualizado
Torne-se PRIME

Se inscreva gratuitamente para ler nossos artigos, dicas e conteúdos exclusivos com prioridade.

Últimas Publicações
Guia de Navegação
O impacto da falta de gestão de ativos no seu empreendimento
A gestão de ativos está diretamente ligada à governança corporativa e busca identificar, mensurar e controlar o ciclo de vida desses ativos nas organizações.
Em destaque

Conteúdo Relacionados

Rolar para cima