Gestão de Custos

GESTÃO DE CUSTOS
A Gestão de Custos ajuda na saúde financeira das empresas e traz ótimos resultados. Além de reduzir gastos considerados desnecessários.

A Gestão de Custos é composta pelos gastos e os investimentos que são necessários em uma empresa. Desse modo, compreenda que isso permite com que as atividades sejam realizadas e aconteça a produção.

Assim, você deve entender que este direcionamento facilita o planejamento das estratégias da mesma. Então continue lendo o artigo e descubra a importância que tal gestão apresenta nas organizações.

Pontos Chave

  • Gestão de Custos: Permite criar estratégias viáveis e planos estratégicos assertivos. Ajudando os negócios a crescerem no mercado e evitando desperdícios, além de otimizar os processos. Assim, é útil para a saúde financeira e para a obtenção dos lucros;
  • Tipos de custos: Podem ser diretos, indiretos, fixos ou variáveis;
  • Passos da Gestão de Custos: Englobam os Custos por serviços, precificações e a redução dos custos;
  • Vantagens da gestão: Reduzem riscos nos negócios, trazem produtividade, garantem lucros, benefícios competitivos e otimizam a qualidade dos produtos e serviços.

O que é Gestão de Custos?

O sistema de Gestão dos Custos em uma empresa engloba diversas variáveis. Dessa forma, compreenda que temos na composição tanto os gastos quanto os investimentos.

Ao passo que os mesmos são utilizados nas realizações das atividades principais da entidade. Com isso, entenda que a Gestão de Custos possibilita com haja a produção dos bens e serviços.

Enquanto que ajuda na criação de estratégias viáveis e de um plano estratégico muito mais assertivo. Fazendo com que o negócio possa se organizar melhor e crescer no mercado.

Sendo que evita os desperdícios e otimiza todos os processos de modo adequado. Sem dúvida, saiba que a saúde financeira da organização será evidente e consequentemente temos os lucros.

Por certo, compreenda que na Gestão de Custos o objetivo é criar estratégias para alcançar bons resultados. Só que é importante ressaltar que todos os departamentos e setores da empresa serão impactados.

Visto que o gerenciamento dos custos envolve a organização como um todo. E deixa em evidência justamente o setor financeiro que deve zelar pelo dinheiro. De fato, compreenda que os custos são os investimentos realizados.

Onde a empresa aplica valores para que seja possível produzir e fazer suas atividades propostas. Nisso, temos os custos bastante variados que podem ser dos seguintes tipos:

  • Despesas fixas (série);
  • Diretas;
  • Indiretas;
  • Entre outros.

Dessa maneira, saiba que a Gestão de Custos auxilia a entender, controlar e a calcular tais gastos. Mantendo sempre a produção em dia e realizando a prestação de serviços conforme o esperado. Como resultado disso, os preços finais tornam-se mais competitivos.

Qual o objetivo principal da Gestão de Custos?

Você deve entender que a atividade de gestão dos custos não se limita apenas a definição de preços. Uma vez que são muitos os objetivos que ela pode alcançar para os negócios.

De tal forma que os produtos e os serviços dependem da atividade quando ela é muito bem realizada. Já que a mesma consegue direcionar todo o planejamento estratégico dentro da organização.

Com isso, temos na Gestão de Custos a contabilização completa de todos os custos presentes na empresa. O que realmente traz grandes responsabilidades e indica a sua importância.

Aliás, compreenda que fica mais fácil quando as informações necessárias estão à disposição. Sendo que isso possibilita uma maior otimização no desenvolvimento de produtos e de serviços.

Fazendo com que seja exercido um controle financeiro muito mais efetivo. Tanto que se torna decisivo nas situações mais exigentes que carecem de tomadas de decisões.

Qual é o modo de funcionamento da Gestão de Custos?

A Gestão de Custos auxilia o setor de serviços quando o mesmo possui falta de informações. Além disso, saiba que ela também é útil quando há necessidade de acompanhar os gastos.

Para isso são utilizados alguns passos interessantes que permitem ótimos resultados na empresa. Na sequência vamos explicar cada um deles para facilitar a compreensão.

Custos por serviços

Começamos pelos custos por serviços que ocorrem durante a prestação da atividade. Desse modo, compreenda que eles podem incluir:

  • Gastos realizados em mão-de-obra;
  • Materiais, tais como produtos ou peças.

Vale destacar que neste ponto da Gestão de Custos poderá haver grande variação nos custos. Enquanto que isso depende do tipo de serviço e do cliente que participa do processo.

Precificações

Seguindo a linha de raciocínio do ponto anterior temos as precificações. Que levam em conta os custos cobrados durante tal serviço. Certamente, entenda que é necessário que a atividade gere lucros.

Por isso, saiba que saber colocar os preços corretos fará enorme diferença. Já o orçamento é outro ponto que requer todos esses dados. Sendo que tais fatores também precisam ser levados em consideração.

Reduções de custos

Ao pretender reduzir os custos é necessário avaliar se isso é possível. E verificar se a qualidade do serviço oferecido não irá decair. Dessa forma, a empresa que presta o serviço deve analisar essa questão com cautela.

Sendo que é um dos pontos da Gestão de Custos que carece de estudos adequados. A fim de que os cortes nos custos não venham a atrapalhar nos resultados finais entregues aos clientes.

Gestão de Custos: importância da atividade

Mediante a compreensão correta dos custos de um negócio, será mais simples de descobrir a situação econômica. Tanto as que são macros quanto as que são consideradas micros.

Aliás, esteja ciente de que a gestão em questão é fundamental no desempenho e também nos rendimentos da organização. Uma vez que a mesma auxilia diretamente na melhoria das margens de lucros.

Como resultado, saiba que ocorre um impacto na parte financeira presente nos negócios. Além de estar atrelada a capacidade de investir e ao ser preciso diminuir gastos.

Sem dúvida, compreenda que uma Gestão de Custos efetiva é uma ferramenta excelente. Já que a mesma consegue ser indispensável na busca da saúde financeira da organização.

Tipos de custos presentes em um negócio

Outro detalhe importante que engloba a Gestão dos Custos são os tipos de gastos. Dessa maneira, entenda que durante o gerenciamento isso acaba sendo um dos papéis essenciais.

Visto que aqui temos os controles dos gastos que visam resultados concretos. Enquanto que a saúde das finanças será otimizada com as escolhas corretas. De tal modo que o processo permite com que o gestor consiga identificar todas as oportunidades que surgem (investimentos).

Assim, compreenda que a Gestão de Custos traz muito benefícios para as empresas. E para entender com mais clareza é preciso saber organizar as despesas em fixas e variáveis.

Custos (diretos)

Estão relacionados ao produto (vendido) ou ao serviço que está sendo prestado. Onde o valor do mesmo influencia de modo direto em seus custos aplicados nos valores finais comercializados.

Nisso, entenda que são gastos com maior facilidade de mapeamento. Sendo geralmente matérias-primas ou mão-de-obra participante. Uma boa Gestão de Custos realmente pode ajudar bastante na questão.

Custos (indiretos)

Embora sejam considerados quase que invisíveis, eles também precisam ser considerados. Entretanto, saiba que os mesmos não entram neste serviço, mesmo estando presentes na realização dele.

Porém, compreenda que tais custos precisam ser contabilizados, veja alguns exemplos:

  • Gasolina;
  • Marketing;
  • Alimentação dos colaboradores e funcionários;
  • Entre outros tipos.

Por certo, entenda que este é um dos fatores presentes na Gestão de Custos que precisam ser verificados. A fim de que tudo ocorra dentro da normalidade e que possam haver lucros e não prejuízos.

Custos (fixos)

Nos custos fixos temos os gastos que ocorrem com maior frequência. De tal maneira que podem ser uma conta de energia, salários, aluguéis, conta de água, entre outros.

Dessa forma, compreenda que são débitos periódicos e que devem ser seguidos a risca. Contudo, esteja ciente de que os valores podem ser alterados em determinados períodos específicos.

Custos (variáveis)

Por sua vez, os custos variáveis englobam os investimentos feitos em produções. Além de cobrir as comercializações de produtos e de serviços quando for necessário.

Assim, entenda que a Gestão de Custos pode auxiliar na atividade de controlar melhor esses gastos. Alguns dos exemplos que temos aqui são as comissões dos vendedores e as matérias-primas. Visto que dependendo do período pode ocorrer certas mudanças nos valores.

Benefícios da aplicação de uma Gestão de Custos na empresa

Você já pode perceber o quanto a gestão pode ajudar dentro de uma organização. Porém, é interessante conferir os benefícios que ela consegue trazer para as empresas.

De fato, saiba que as entidades buscam sempre os lucros e por isso pretendem realizar bons trabalhos. Seja na tarefa de oferecer produtos ou serviços, o ideal é obter resultados concretos.

Veja na lista abaixo as principais vantagens da Gestão de Custos:

  • Reduzir riscos: podem inclusive evitar com que uma empresa venha a falir. Já que considerar apenas os ganhos poderá trazer maiores riscos para a empresa;
  • Produtividade: com um controle otimizado fica visível os pontos da produção podem ser priorizados ou automatizados. Permitindo remover gastos e melhorá-los quando for possível;
  • Lucratividade: o trabalho será mais fluído, diminui-se os riscos e os gastos desnecessários são removidos;
  • Vantagens competitivas: os preços poderão ser feitos com maior assertividade. Acompanhando corretamente todas as volatilidades presentes no mercado;
  • Qualidade: possibilita definir produtos ou serviços com mais vendas. Nisso, e empresa pode se adequar em estratégias que resultam na redução dos custos.

Dúvidas Frequentes sobre gestão de Custos

Qual é o principal objetivo da gestão de custos?

Resposta: A Gestão de Custos tem como objetivo principal criar um direcionamento no plano estratégico de uma empresa. De tal modo que há um certo alinhamento com as metas a serem alcançadas e englobando os custos necessários.

Quais são os três assuntos principais da gestão de custos na organização?

Resposta: Estão relacionados com o assunto diversos pontos importantes. Dentre eles temos em destaque os custos diretos, indiretos, fixos e os variáveis que fazem diferença nos resultados.

Conclusão

A Gestão de Custos é essencial para que as empresas possam se organizar melhor. Uma vez que permite com que os custos possam ser otimizados e diminuídos quando for possível.

Assim, compreenda que o ideal é que as empresas estejam alinhadas a este processo. A fim de que seja possível tomar decisões muito mais assertivas e de criar planejamento futuros efetivos.

Portanto, entenda que a gestão consegue melhorar muito as atividades das empresas. Com isso, se torna cada vez mais importante priorizar tais métodos de gerenciamento que podem gerar ótimos lucros.

0 0 votes
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Você quer um inventario mais eficiente?
Beneficie-se com o rastreio em tempo real, redução significativa de perdas e um aumento notável na velocidade dos processos de gestão de ativos e estoques.
Sobre o Grupo CPCON
No Grupo CPCON, você encontra soluções especializadas em gestão de ativos e estoques, com ênfase na tecnologia RFID, para otimizar e agilizar seus processos. Oferecemos serviços como inventário de ativos, gestão de ativos de TI, consultoria imobiliária, reconciliação fiscal-física e automação com RFID. Além disso, temos gestão de estoque, serviços de avaliação, soluções ágeis, software e consultorias variadas. Nossa vasta experiência, incluindo trabalhos com clientes renomados como Caixa Econômica, Vale e Petrobras, reforça nosso compromisso com ética e proteção de dados.
Guias
Soluções
Cansado de erros e imprecisões na Gestão de Seus Ativos e Estoques?
Experimente a precisão e eficiência da tecnologia RFID do Grupo CPCON. Com rastreamento em tempo real e uma drástica redução nas perdas, acelere os processos de inventário e gestão em sua empresa. Transforme sua gestão de ativos hoje mesmo!
Em destaque

Conteúdos Relacionados a

Comitê de Pronunciamento Contábeis

Redução ao Valor Recuperável de Ativos – Mudança Lei 11.638/07

O Comitê de Pronunciamentos Contábeis reitera o pronunciamento técnico CPC 01 sobre a Redução ao Valor Recuperável de Ativos. Conforme Art. 3º, Considera-se de grande porte, para fins exclusivos desta lei, a sociedade ou conjunto de sociedades sob controle comum que tiver, no exercício social anterior, ativo total superior a R$ 240.000.000,00 ou receita bruta anual superior a R$ 300.000.000,00”

Continuar lendo »
Comitê de Pronunciamento Contábeis

CPC 08 e Custos em Emissão de Títulos

O CPC 08 tem por objetivo prescrever o tratamento contábil aplicável ao registro de custos incrementais incorridos em ações ou bônus de subscrição, na captação de recursos por meio de emissão de títulos de dívida e também em outros títulos patrimoniais de dívida.

Continuar lendo »
Novidades

Conteúdo Recentes

Rolar para cima