Impairment, Depreciação e Gestão Patrimonial
Bottom view of modern skyscrapers in business district of Manhattan, New York, USA. Concept for business, finance, real estate

Impairment, Depreciação e Gestão Patrimonial

A Depreciação e a Gestão

 

Seguindo o escopo e definição de depreciação, voltado ao âmbito de gestão patrimonial, esta que pode ser considerada de forma singela, como sendo a perda de valor de um bem ao longo de sua utilização. Vários fatores podem ser associados à depreciação de um determinado ativo, podendo ser casualmente pelos desgastes de ação natural, pelo seu uso no processo produtivo, dentre outros.

É interessante ressaltar também os tipos de depreciação usualmente utilizados, como no modelo clássico, a depreciação linear, e também a depreciação por uso.

A depreciação linear é efetuada em consideração a vida útil (expresso pelo laudo de vida útil do ativo) de determinado ativo. Tendo a vida útil em anos, é calculada então o percentual de desgaste ou depreciação ao ano. Esta taxa, ou percentual, é classificada como taxa de depreciação ou de desvalorização, que é aplicada de maneira constante, depreciando linearmente o bem de modo anual.

A depreciação por uso, diferentemente do modelo clássico linear, é utilizado para cálculo de depreciação através da média de produção do equipamento perante sua vida útil. Desta forma, é calculado de forma não linear, proporcionalmente ao seu uso direto. Neste modelo é também contabilizado as horas de uso de determinado ativo, relativas aos turnos de produção.

É interessante ressaltar a depreciação acelerada, por exemplo, na utilização de determinado ativo em 3 turnos em determinado processo, onde a taxa de depreciação deste ativo tem que ser mais agressiva para expressar os seu maior desgaste do que comummente este ativo sofreria num uso de 2 turnos normais. Desta forma, é constatado uma depreciação acelerada devido ao uso contínuo, com horas de trabalho superiores ao que normalmente deveria ser utilizado. Mas adotar esta aceleração irá depender da revisão da vida útil por um laudo de avaliação.

O Impairment e o Teste de Recuperabilidade

Outro ponto relevante perante a desvalorização é o Impairment, que sabidamente foi incorporado seu tratamento pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis pelo CPC01.

As aplicações do Teste de Impairment perante os processos e metodologias da Engenharia de Avaliações são totalmente relevantes ao processo de Gestão Patrimonial, pois refletem com maior precisão o real valor dos ativos, e o estado do patrimônio de determinado empreendimento. É imprescindível o seu papel, pois muitos empreendimentos que aparentemente estejam sendo lucrativos e bem vistos por seus acionistas, podem não estar refletindo o estado real, devido a perdas por impairment de seus ativos.

A perda de valor do ativo por impairment, deve ser tratado periodicamente pelos testes de impairment ou também chamados de testes de recuperabilidade, onde deve-se verificar se há contrastes no valor contábil em relação ao reflexo do mesmo ativo pelo valor de mercado. Tal prática é sabidamente empregada, e constitui papel significativo no processo de controle patrimonial, pois auxilia na obtenção de dados precisos de todos os ativos e o controle correto na Gestão Contábil.

 

Gestão Patrimonial e a Redução ao valor recuperável de ativos

Com as mudanças na lei 11638/07, e pelo o Pronunciamento CPC01, é ratificado a importância da execução do teste de impairment nas corporações, e o seu impacto na contabilidade. Com esta lei, houve uma adição referente ao tratamento das depreciações e amortizações, sendo que estas devem e precisam ser efetuadas com base na vida útil econômica dos ativos a ser revisada anualmente. Esta mudança é totalmente relevante e trouxe ganhos para a gestão de ativos das empresas, pois no Brasil, tal processo não era executado singelamente desta forma.

A CPCON tem auxiliado seus clientes em projetos de gestão e avaliação patrimonial, inclusive para realização do Teste de Impairment buscando a regularização da contabilidade.

Acompanhe nossos artigos e saiba mais sobres os temas de gestão e avaliação de ativos. Mande uma mensagem, será bom ouvir sua opinião.

Deixe uma resposta