Saiba as tendências para a gestão de ativos em 2021

Acompanhar as tendências na gestão de ativos é essencial para promover melhores práticas na gestão patrimonial e facilitar na contabilidade da sua empresa

No ramo empresarial, é essencial que os negócios tenham controle de sua contabilidade. Saber gerir seu estoque com os bens que você utiliza, vende ou consome, por meio do investimento em tecnologias que facilitem a administração e controle de seu inventário, é indispensável. Isso influencia no ciclo produtivo para que não haja desperdícios e também para que as vendas sejam melhor direcionadas, com os produtos em quantidade ideal. Em conjunto, outro ponto tão importante quanto o controle de estoque é a chamada gestão de ativos, ou seja, dos bens que a empresa possui.

Saiba as tendências para a gestão de ativos em 2021
Siga as tendências para manter-se atualizado sobre a gestão patrimonial | Imagem: Freepik

A gestão de ativos consiste em um conjunto de métodos que podem ser adotados para rastrear a movimentação de bens empresariais como ferramentas, computadores, máquinas, móveis, veículos e outros elementos que fazem parte do processo produtivo e que constituem a posse do estabelecimento. Inventariar os bens é um passo importante, assim como o monitoramento de todos os seus ciclos de vida: desde antes do ativo ser adquirido, ainda enquanto uma demanda, até seu descarte.

A gestão patrimonial é importante para várias ações de uma empresa, pois promove um pensamento estratégico que colabora para a redução de custos, melhorias nos processos logísticos, aumento da segurança desses processos e conhecimento do valor real da empresa. Assim, influencia diretamente a eficiência da contabilidade do negócio.

Para manter-se atualizado nos melhores métodos de gestão de ativos, é preciso acompanhar as tendências do ramo para que seus bens possam ser administrados da forma mais benéfica e lucrativa possível para a empresa. Confira, abaixo, quatro tendências da gestão de ativos que acompanham as evoluções tecnológicas do mercado e prometem destacar-se em 2021. 

Inteligência Artificial

A IA é uma tecnologia amplamente estudada e utilizada em diversos ramos, e não pode ser deixada de lado na gestão de ativos. Ela possui recursos capazes de automatizar vários processos, mitigando riscos, identificando padrões e ajudando a encontrar soluções eficazes e rápidas para potenciais obstáculos e problemas. Assim, a Inteligência Artificial é um recurso muito valioso, capaz de aumentar o desempenho humano e proporcionar a automatização que muitas empresas já buscam para 2021 e para o futuro do negócio como um todo.

Ecossistema digital

Também nomeado como cadeia de gestão, essa é uma tendência que segue o crescimento dos meios digitais de gestão numa empresa. Esses meios possibilitam, e até submetem, organicamente os processos de gestão de ativos a uma conexão em tempo real no digital. Com essa técnica, todos os elementos envolvidos na trajetória e uso do ativo, como os serviços, os clientes, questões de contabilidade e outras partes do ciclo do ativo operam e são analisadas em conjunto, oferecendo a oportunidade de uma compreensão ampla do status dos bens e uma fusão do físico com o digital.

Internet of things

A chamada IoT corresponde à “Internet das Coisas”, uma tecnologia que ainda não apresenta um uso tão intenso na gestão de ativos, mas que promete destacar-se nessa década. Ela equivale a uma rede de objetos, aparelhos e ferramentas que possuem tecnologias avançadas para responder e criar interações, com estímulos externos e com o ambiente. Equipamentos com essa forma de inteligência prometem ser um grande sucesso na área da logística e já estão em crescimento. Essa tecnologia pode gerar um acompanhamento contínuo e gestão em tempo real dos ativos.

Análise avançada

Quanto mais conhecimento a empresa obtiver na gestão de ativos, desde antes de sua aquisição, mais otimizado será o processo. Com a análise avançada, é possível obter previsões sobre os ativos de sua empresa a partir de um levantamento de dados em padrões que podem antecipar cenários futuros. Desse modo, a obtenção de informações avançadas oriundas de variadas fontes atreladas aos bens, desde dados de fabricantes até a experiência do usuário, permite que possíveis falhas sejam previstas e evitadas. A técnica não é nova, mas promete ser cada vez mais desenvolvida, dada seu valor na gestão de ativos de forma eficiente.

Quer saber mais sobre gestão de ativos e todas as tendências relacionadas ao universo da logística, contabilidade, gestão patrimonial e administração de inventários? Não deixe de conferir os conteúdos e serviços da CPCON, a maior empresa na área de Gestão e Avaliação Patrimonial do País. Clique aqui para mais informações!

0 0 votes
Avaliação do artigo
0 0 votes
Avaliação do artigo
Inscreva-se
Notifique-me
guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentarios
O impacto da falta de gestão de ativos no seu empreendimento
A gestão de ativos está diretamente ligada à governança corporativa e busca identificar, mensurar e controlar o ciclo de vida desses ativos nas organizações.
Informações Relevantes
Guia de Navegação
Mantenha-se atualizado
Torne-se PRIME

Se inscreva gratuitamente para ler nossos artigos, dicas e conteúdos exclusivos com prioridade.

Em destaque
Posts Relacionados