Gestão Contábil – Diferencial no Controle Patrimonial

Imagem Controle Patrimonial

Na Gestão Patrimonial, existe alguns princípios primordiais no controle do patrimônio. Primeiramente dentro do âmbito de Gestão Contábil, é interessante ressaltar a importância dentro da gestão de custos e despesas. É totalmente relevante ao empreendedor ter o total controle de seu empreendimento, principalmente dos custos e despesas. Este fato por ser um item básico dentro da gestão empresarial, muitas vezes não recebe devida atenção, os gestores da empresa se preocupam em diversos campos e perdem o foco no controle patrimonial eficiente.

Campos de eficiência básica na Gestão Contábil:

Imagem Controle Patrimonial

  • Conhecer  Limites
  • Orientação ao Rumo do Empreendimento
  • Redução Riscos e Incertezas
  • Balanço Patrimonial

É interessante ressaltar também, alguns aspectos de inerência ao processo de gestão de custos e despesas. É um fato simples também, porém é de suma importância acompanhar o status de cada item, pois o mesmo pode crescer o custo invariavelmente, sendo interessante estudar o comportamento para verificar a viabilidade perante a contabilidade e Gestão Patrimonial.

Diferenciação e Controle Patrimonial

Imagem Gestao Empresarial

Uma questão de característica singela, porém imprescindível e de aquisição não trivial, é a vantagem competitiva perante o mercado. Neste âmbito de luta em busca deste diferencial, é necessário que o empreendimento além de oferecer produtos/serviços com atributos atraentes ao cliente, deve ter como primazia o total Controle Patrimonial e foco na melhoria contínua. É interessante focar também no Controle da Qualidade Total, pois esta auxilia no alcance de metas almejadas em demais campos internos e na integração da Gestão Patrimonial Eficiente.

Adequação Legislativa e Controle Patrimonial

Imagem Gestao Contabil

Fato importante na Gestão Patrimonial Moderna, é adequação a alguns aspectos legislativos/jurídicos. Com uma mudança nas leis, há possibilidade de grandes vantagens competitivas também a determinado empreendimento perante o controle do patrimônio. Podemos citar como um exemplo da atualidade é a redução ao valor recuperável de ativos, com o pronunciamento CPC 01 e a mudança na lei 11.638/07. Sendo possível acompanhar a depreciação de ativos de longa duração através do Teste de Impairment ou Teste de Recuperabilidade avaliando se a redução se aplica ao mesmo.

Gestão Patrimonial – Laudo de Avaliação e Laudo de Vida Útil

Imagem Laudo de Avaliações

É sempre interessante ter as características de seus ativos documentados, tendo possibilidade de utilizar tais dados futuramente em diversos campos e mantendo agilidade em vários processos. Desta forma, há a possibilidade de efetuar avaliações nos mesmo, com laudo de vida útil, como o nome sugere sua função, ou mesmo um laudo de avaliação completo, com vários atributos descritivos na caracterização do ativo.

Controle Patrimonial dos empreendimentos

Em suma, é possível perceber as correlações extremamente relevantes entre a gestão contábil e o controle patrimonial. O controle do patrimônio visa estabelecer todo o domínio sobre os ativos do empreendimento. Mas por que tal necessidade tão explícita? É fato a ocorrência de depreciação dos bens e a necessidade constante de avaliação dos mesmos afim de caracterizar o real estado sendo possível quantificar a perda ou o ganho de capital de determinado bem. Do ponto de vista do gestor, este possui grande responsabilidade afim de mostrar transparência aos acionistas.
Percebe-se então a grande responsabilidade em determinar todas as variáveis de estado de um bem de forma periódica afim de possuir dados confiáveis da realidade do empreendimento. Temos então o controle patrimonial, que muitas vezes é utilizado juntamente com ferramentas de apoio, chamados de Sistemas Integrados de Gestão Empresarial (SIGE). Tais sistemas possuem diversos módulos para garantir sinergia em todos os departamento da empresa.

Deixe uma resposta