Inventário Patrimonial (Processos e Sistemas)

A produção de inventários é uma das bases da contabilidade e gestão modernas. Entenda como a gestão patrimonial pode auxiliar em uma produção mais simples e otimizada de inventários.

Os Inventários Patrimoniais consistem basicamente em listas que descrevem todos os bens patrimoniais de uma empresa (bens móveis e imóveis), sejam ativos que estão em uso na operação ou ativos disponíveis para uso futuro tais como estoques de ativo imobilizado, peças de reposição e equipamentos armazenados para uso em operações a serem ainda iniciadas. Em suma, inventário patrimonial engloba toda a gama de bens de toda espécie disponíveis dentro de uma empresa.

O modo com que a legislação determina que seja produzido um inventário varia de país para país e, o sistema e a metodologia a serem adotadas, devem sempre se adequar a este contexto.

Sistemas e Processos

A grande questão na hora de se produzir um bom inventário, que realmente descreva a realidade corporativa, é a qualidade e a confiabilidade da informação coletada. Os inventários são dinâmicos e os bens se movimentam dentro de uma organização, e por este motivo e por outros existentes, que deve-se dar um atenção especial ao tema.

Mas se os bens se movimentam durante um inventário, como garantir o resultado correto? Muito mais do que utilizar de ferramentas de gestão e automação de inventários, a CPCON adota técnicas para elencar e monitorar pontos de controle ao longo do inventário, fazendo um bom planejamento, revisando procedimentos, determinando melhorias a serem feitas antes da contagem, bem como utilizando de seu expetise para adotar as melhores técnicas de inventário a serem aplicadas a cada situação.

Quanto maior a empresa, maior a velocidade e quantidade de variações de movimentações, logo, é justamente neste contexto que entra a expetise na Gestão Patrimonial da CPCON, que foi responsável pelos maiores projetos de inventário no Brasil e pelo maior inventário com aplicação de etiquetas de RFID em ativos já conhecido no mundo. Para atender a um contexto tão dinâmico, precisa-se de um sistema dinâmico de Gestão do Patrimônio.

Gestão Patrimonial e os Inventários

Os inventários podem ser resumidos em 3 categorias mais importantes, que dão base para uma eficiente gestão patrimonial:

  • Inventário de aquisições
  • Inventário de movimentações
  • Inventário para cíclicos para fins de auditoria

Manter o controle dos bens que entram, se movimentam e saem das empresas não é tarefa fácil, e o uso de sistemas gestão e inventário patrimonial são fundamentais.

Com o advento da Pandemia do Covid-19 e a necessidade de se manter os controles, mesmo com o distanciamento social, as empresas precisam buscar alternativas para os controles e definir inclusive mudanças de metodologias para manterem os registros em conformidade com o que a auditoria e a legislação exigem.

A CPCON tem realizados projetos seguindo as orientações da OMS, e tem apoiado clientes com a implantação de sistemas de inventário via aplicativo para celular, sistemas de controle patrimonial para uso via web, e treinamentos e consultorias feitas através de aplicativos de comunicação.

Acompanhe nossos artigos e saiba mais sobres os temas de gestão e avaliação de ativos. Mande uma mensagem, será bom ouvir sua opinião.

 

0 0 votes
Avaliação do artigo
0 0 votes
Avaliação do artigo
Inscreva-se
Notifique-me
guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentarios
O impacto da falta de gestão de ativos no seu empreendimento
A gestão de ativos está diretamente ligada à governança corporativa e busca identificar, mensurar e controlar o ciclo de vida desses ativos nas organizações.
Informações Relevantes
Guia de Navegação
Mantenha-se atualizado
Torne-se PRIME

Se inscreva gratuitamente para ler nossos artigos, dicas e conteúdos exclusivos com prioridade.

Em destaque
Posts Relacionados