Balanço Patrimonial – Conceitos Básicos

Ativos, passivos, patrimônio liquido ? Entenda os conceitos básicos e também como é elaborado um balanço patrimonial.

Uma das principais atividades realizadas dentro da Gestão Patrimonial com certeza é o fechamento do Balanço Patrimonial.

balanço patrimonial é um relatório contábil, obrigatório segundo o Conselho Federal de Contabilidade (CFC), que demonstra todas as movimentações financeiras de uma empresa.

A principal função do balanço patrimonial é fornecer um quadro preciso da contabilidade e situação financeira da empresa em um certo período, normalmente esse balanço demora cerca de 12 meses para ser realizado, por conta de sua complexidade e quantidade de aspectos a serem analisados.

controle de patrimônio é um desses aspectos, que informa os bens (tangíveis e intangíveis), os direitos e as obrigações que a empresa tem durante um período de tempo.

O balanço patrimonial é considerado uma das principais declarações financeiras de uma empresa e deve ser produzido de maneira precisa e rigorosa, afim de auxiliar um Controle do Patrimônio eficiente.

Balanço Patrimonial: Ativos, Passivos e Patrimônio Liquido

Inicialmente o balanço patrimonial é dividido em 2 categorias principais:

  • Ativos: consistem nos bens, os direitos e as demais aplicações de recursos controlados pela empresa. Também constituem os ativos os investimentos financeiros ou de qualquer espécie que a empresa fez e títulos públicos ou privados que a empresa tem por receber.
  • Passivos: Passivos compreendem as obrigações financeiras da empresa com o Estado, seus funcionários e com outras empresas.

Quando já temos realizado o cálculo dos ativos e dos passivos, podemos obter por fim o Patrimônio Liquido. Este que consiste na diferença dos Ativos ( positivos, relativos aos lucros e investimentos ) e dos Passivos ( negativos, relativos a pagamentos e dividas ), sendo assim o Patrimônio Liquido considerado o capital que a empresa efetivamente tem disponível em caixa. Este, também pode ser usado basicamente para re-investimento ( investimento na própria empresa, modernização, expansão das atividades ), pode ser transformado em reserva financeira ou então empregado para realizar novos investimentos financeiros e expandir os Ativos.

Subdivisão dos Ativos e Passivos

Assim como o balanço patrimonial pode ser dividido em Ativos e Passivos, estes também podem ser classificados em sub-divisões para facilitar os cálculos e estatísticas, para os ativos temos:

  • Ativos Atuais: todo o dinheiro e recursos que estão aplicados em fontes acessíveis tais como ações, titulos e contas bancárias. São recursos que facilmente ( ou de maneira relativamente facil ) podem ser convertidos em dinheiro no prazo de até 1 ano.
  • Ativos Fixos: itens relativos a patrimônio mais fixo e que podem ser mensurados em períodos mais longos, tais como terrenos, prédios, plantas industriais, veículos, máquinas, equipamentos e mobiliário.
  • Ativos de Longo Prazo: Consistem em fontes abstratas de recursos tais como direitos autorais, patentes e também títulos e ações que a empresa pretende manter por mais de um ano.

Para os passivos temos:

  • Passivos Atuais: Contas, notas, taxas, impostos e atribuições pagáveis mensalmente ou em períodos curtos. Entre estas atribuições mensais se destacando a folha de pagamento dos funcionários, a folha de pagamento dos fornecedores e os impostos.
  • Passivos a Longo Prazo: Todas as notas pagáveis em periodos mais longos tais como, hipotecas, pagamentos de contrato, alguns tipos de impostos e outros que vencem em um período superior a um ano

Com o pronunciamento CPC01, todo empreendimento deve rever seu balanço patrimonial afim de verificar o estado de suas depreciações para efetuar análises afim de verificar a possibilidade da Redução ao Valor Recuperável de Ativos.

Quem faz o balanço patrimonial de uma empresa?

Antes de ser feito o balanço patrimonial, a empresa deve fazer um relatório contábil com todos os fluxos e movimentações financeiras a serem analisados no período.

Por ser um trabalho demorado e bastante trabalhoso, é essencial que seja construído um modelo de trabalho diário, de forma que os resultados financeiros sejam refletidos na contabilidade pelo contador, que irá realizar a operação com mais segurança e obtendo um resultado mais garantido.

O que analisar em um balanço patrimonial?

Para ser feito, o balanço patrimonial deve ser composto por três elementos que se completam e são essenciais:

Ativos

São todos os bens, direitos e recursos de uma empresa, ou seja, tudo aquilo que pode gerar um lucro para a corporação. Os ativos circulantes são aqueles que geram um retorno para a empresa em menos de um ano, enquanto os não circulantes geram esse retorno em um período maior de tempo. A soma dos ativos circulantes e não circulantes resulta no ativo total, que serve para a empresa perceber quanto recurso ela tem.

Passivos

São todas as obrigações e despesas que a empresa tem, incluindo salário de funcionários, pagamento de taxas e contas, entre outros. Os passivos circulantes são aqueles com vencimento de até um ano e os não circulantes têm um vencimento mais prolongado.

Patrimônio líquido

Refere-se a todo valor que a empresa possui, mas não para uso, pois esse valor representa um investimento. Quando analisado, considera o retorno financeiro dos sócios e acionistas, prejuízos acumulados, reservas de lucros, etc.

Balanço Patrimonial
Contadores realizando o balanço patrimonial de uma empresa

Como é feito o balanço patrimonial?

Segundo o Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), o balanço patrimonial deve conter as seguinte informações:

  • Caixa e equivalentes de caixa;
  • Clientes e outros recebíveis;
  • Estoques;
  • Ativos financeiros (exceto os mencionados nas alíneas ‘a’, ‘b’ e ‘g’);
  • Total de ativos classificados como disponíveis para venda (Pronunciamento Técnico CPC 38 – Instrumentos Financeiros: Reconhecimento e Mensuração), e ativos à disposição para venda de acordo com o Pronunciamento Técnico CPC 31 – Ativo Não Circulante Mantido para Venda e Operação Descontinuada;
  • Ativos biológicos dentro do alcance do CPC 29;
  • Investimentos avaliados pelo método da equivalência patrimonial;
  • Propriedades para investimento;
  • Imobilizado;
  • Intangível;
  • Contas a pagar comerciais e outras;
  • Provisões;
  • Obrigações financeiras (exceto as referidas nas alíneas ‘k’ e ‘l’);
  • Obrigações e ativos relativos à tributação corrente, conforme definido no Pronunciamento Técnico CPC 32 – Tributos sobre o Lucro;
  • Impostos diferidos ativos e passivos, como definido no Pronunciamento Técnico CPC 32;
  • Obrigações associadas a ativos à disposição para venda de acordo com o Pronunciamento Técnico CPC 31;
  • Participação de não controladores apresentada de forma destacada dentro do patrimônio líquido;
  • Capital integralizado e reservas e outras contas atribuíveis aos proprietários da entidade. (CPC 26 (R1), item 54).

Como ter acesso ao balanço patrimonial de uma empresa?

O acesso ao balanço patrimonial pode ser obtido através de inúmeros lugares. No site da própria empresa, geralmente, existe uma aba de Relações com Investidores (RI) em que você pode ter informações sobre dados de lucratividade, ativospatrimônio etc. Outros sites especializados também ajudam na localização do balanço patrimonial. Neles, ao procurar o nome da empresa, você fica sabendo acerca dos dados trimestrais e demonstrações financeiras padronizadas.

Tendo isso em mente lembre-se sempre que existem profissionais especializados em balanço patrimonial e no mercado financeiro, gestão de ativosavaliação financeira, eles facilitam esses estudos e análises de mercado.

CPCON é a empresa líder no setor de consultoria, voltados para gestão de ativos e avaliação de bens para atendimento de normas internacionais de contabilidade. Conheça mais.

0 0 votes
Avaliação do artigo
0 0 votes
Avaliação do artigo
Inscreva-se
Notifique-me
guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentarios
O impacto da falta de gestão de ativos no seu empreendimento
A gestão de ativos está diretamente ligada à governança corporativa e busca identificar, mensurar e controlar o ciclo de vida desses ativos nas organizações.
Informações Relevantes
Não perca o controle do seu inventario gerencie seus ativos de forma profissional com nossas ferramentas
Guia de Navegação
Mantenha-se atualizado
Torne-se PRIME

Se inscreva gratuitamente para ler nossos artigos, dicas e conteúdos exclusivos com prioridade.

Em destaque
Conteúdo Relacionados
Notificações

Notificações O sistema CPCON permite a configuração de notificações para as etapas do ciclo de vida do ativo e de algumas ações que forem estabelecidas

Continuar lendo »
Conteúdo