Gestão Financeira Empresarial

Gestão Financeira Empresarial: Uma imagem de um cenário corporativo com arranha-céus ao fundo. No primeiro plano, uma empresária de ascendência asiática está analisando um relatório financeiro em um tablet digital.
A gestão financeira empresarial engloba ações e procedimentos na área administrativa. Gerando melhores resultados e lucros nos negócios.

A gestão financeira empresarial é uma tarefa que requer uma maior atenção por parte das empresas. Visto que é bastante complexo lidar com um empreendimento, principalmente quanto ele cresce.

Assim, você deve saber que organizar corretamente o conjunto de atividades é fundamental e não pode ser desprezado. Então leia o artigo e compreenda em detalhes tudo sobre a gestão empresarial na área das finanças.

Pontos Chave

  • Gestão financeira empresarial: Processo que envolve diversos procedimentos e ações para a área administrativa. A fim de que sejam feitas todas as atividades da parte financeira. Onde o objetivo é conseguir lucros e resultados mais efetivos;
  • 4 Pilares: A gestão financeira tem 4 aspectos fundamentais que estruturam o processo. Assim, compreenda que temos a tecnologia, o planejamento, a visibilidade e a inovação;
  • Função da gestão financeira: Serve para fazer a administração dos recursos do ramo financeiro. De tal forma que permite planejar, controlar e analisar as atividades propostas.

O que é Gestão Financeira Empresarial?

Basicamente, entenda que esse tipo de gestão engloba um determinando conjunto com diversas ações. Desse modo, compreenda que estão contidos nela alguns procedimentos da área administrativa.

Que estão relacionados com os mais diversos processos, tais como:

  • Planejamento;
  • Análises;
  • Controle (atividades financeiras);
  • Entre outras.

Por isso, saiba que a gestão financeira empresarial fará grande diferença ao ser implementada nas empresas. Uma vez que visa trazer resultados muito mais efetivos e permite maximizar os lucros.

De fato, compreenda que para ter uma gestão financeira competente nos negócios é preciso tomar decisões adequadas. Que envolvem também saber distinguir os valores monetários da empresa e os das despesas pessoais.

Pois, entenda que vários empreendedores (pequenos) fazem esta mistura que irá gerar problemas. Já que ter um único caixa geralmente causa dificuldades na administração e isso não é o ideal.

Nisso, compreenda que a gestão financeira empresarial acaba sendo uma etapa realmente obrigatória. Uma vez que ela ajuda a alcançar os objetivos que possuem dependência do dinheiro.

Vale destacar que as empresas podem até mesmo falir no médio ou longo prazo. Afinal, compreenda que sem uma gestão competente o dinheiro não será valorizado conforme é necessário.

E as dívidas também crescem quanto a administração não é efetiva, prejudicando assim as organizações. Somente no ano de 2.021, pelo menos R$ 1,26 trilhões em endividamentos ocorreram nas empresas.

Em 2.022, de acordo com o Serasa foram 6 milhões as entidades que se mostraram inadimplentes. Fazendo com que este aumento em comparação a 2.021 crescesse pelo menos 3.45%.

Como funciona a gestão financeira empresarial?

A gestão financeira empresarial tem em sua composição todas as variáveis relacionadas ao controle/uso do dinheiro. Além de incluir também tais recursos (materiais) que estão disponíveis.

Com isso, saiba que isso realmente requer que haja um esforço por parte da organização. Ao passo que é preciso analisar todas as origens e destinos dos ativos da empresa.

Por certo, saiba que isso é feito mediante as técnicas e também as ferramentas que são utilizadas para administrar o orçamento. Aliás, compreenda que mesmo com a teoria, somente na prática é que realmente é possível compreender o método.

Vale dizer que tanto as empresas quanto as pessoas que participam do processo realizam:

  • Registros;
  • Cálculos;
  • Comparações.

Gestão financeira empresarial: Frentes

Você viu anteriormente o conceito da gestão financeira empresarial e seu funcionamento. Agora vamos entender quais são as frentes que compõem a estratégia.

Desse modo, entenda que temos:

  • Gestão (caixa) diário: são administradas tanto as entradas quanto as saídas (recursos). De tal forma que estão relacionados as vendas, serviços, pagamentos (fornecedores), despesas, tributos, entre outros;
  • Investimentos (gestão): acontece no momento em que a organização realiza a expansão, modernização, compras de maquinários, etc;
  • Gestão das crises: nela são feitas as negociações dos prazos entre clientes e os fornecedores. Além das dívidas (bancos), negativações, protestos, entre outros.

Na sequência estão alguns detalhes de cada um dos 3 pontos da gestão financeira empresarial. A fim de lhe ajudar a compreender melhor os processos e o modo de gestão de cada um deles.

Gestão financeira: caixa diário

É importante que o empreendedor tenha ciência dos mais diversos aspectos que regem a administração. De tal maneira que isso engloba os custos, marketing, elaboração dos preços e os recursos humanos.

Outro detalhe essencial é saber diferenciar os regimes de competência do de caixa. Visto que as receitas, despesas, lucros, custos e os prejuízos pertencem ao método da competência.

Já o DRE (Demonstrativo de Resultado do Exercício), requer que haja reconhecimento dos lançamentos em períodos recorrentes. Ou seja, no momento em que eles realmente ocorrem.

E isso independe se eles foram quitados ou não, sendo uma parte importante da gestão financeira empresarial. Assim, compreenda que de forma prática os resultados podem ser obtidos da seguinte maneira:

  • Receitas – Custos – Despesas – Impostos = Resultado final.

Por sua vez, compreenda que o regime de caixa é diferente, pois o processo é outro. Visto que tanto as receitas quanto as despesas se dão no período do pagamentos delas.

Sendo, portanto, a melhor alternativa, mostrando sempre o cenário atual e facilitando o entendimento. Nisso, saiba que no fluxo financeiro temos as entradas/saídas dos recursos.

Enquanto que em período analisado estão inclusas as sobras e também as faltas do caixa. Por isso, entender corretamente a gestão financeira empresarial se faz essencial.

Gestão dos investimentos

Os investimentos são parte fundamental para ajudar no crescimento das empresas. Dessa forma, entenda que isso gera oportunidades para produzir mais e obter lucros.

Por certo, saiba que o ideal a fazer é analisar as dúvidas a respeito dos negócios. E em seguida criar um projeto que mostre as viabilidades destes investimentos específicos.

De fato, compreenda que se isso for viável aplica-se o dinheiro, ou é possível realizar reinvestimentos. Contudo, entenda que o capital de giro é necessário e por isso não se deve usar recursos (próprios).

Já que existe a possibilidade de que falte justamente os valores usados no capital de giro. Com isso, você deve fazer uma boa gestão financeira empresarial dos investimentos.

Gestão das crises

E a gestão de crises é outro ponto que não pode deixar de ser mencionado. Afinal, saiba que muitas empresas fecham devido ao fato de não conseguirem superar estes momentos turbulentos.

Desse modo, compreenda que é preciso que haja uma ótima disciplina, vontade para superar obstáculos e grande persistência. Em primeiro lugar se faz necessário encontrar as verdadeiras origens de tais dificuldades na área financeira.

Por isso, você deve analisar não somente as receitas (baixas), mas também os custos diretos e os indiretos (variáveis). Ou mesmo as despesas da parte operacional, gastos (extraordinários), entre outras.

Certamente, saiba que é preciso na gestão financeira empresarial definir e identificar o real problema. Ao passo que cabe ao empreendedor quitar rapidamente as suas dívidas.

Dando prioridade justamente para aquelas onde os juros são maiores. Fazendo com que os juros diminuam com o passar do tempo. Com isso, entenda que o ideal é fazer:

  • Negociação dos prazos (maiores) com seus fornecedores;
  • Caso utilize linhas (crédito) muito caras faça uma renegociação;
  • Fale para seu gerente se há alguma possibilidade de conseguir uma certa linha (crédito) com poucos juros.

Vale ressaltar que você deve fazer a redução dos custos e das novas despesas. Porém, evite realizar o comprometimento dos padrões (mínimos) necessários para a área de operações.

Por fim, saiba que o ideal é manter sempre uma administração dos recursos em momentos de crise. Sabendo exatamente tudo que entra e o que sai da empresa, através da elaboração de um fluxo com caixa diário ou mesmo semanal.

Quais são as vantagens da gestão financeira empresarial?

São muitas as vantagens da gestão financeira empresarial e que colaboram com as organizações. Dessa forma, compreenda que temos diversos aspectos importantes, tais como:

  • O acesso é facilitado: já que você consegue entrar no sistema dos mais diversos locais. Uma vez que o mesmo funciona online, o que permite praticidade e evita diversos problemas;
  • Transparência e simplicidade: nele está o status completo de todo o gerenciamento. Mostrando desde as obrigações até as entradas e as saídas de seu fluxo de caixa;
  • Segurança dos dados: com o uso da nuvem, você tem muito mais confiabilidade e proteção as informações. De tal forma que isso faz com que não ocorram vazamentos e outros empecilhos;
  • Reduz erros e falhas: A gestão financeira empresarial detém maior assertividade e segurança. Dessa maneira, compreenda que os processos não são manuais, evitando vários problemas;
  • Velocidade e economia: são muitos os processos simultâneos no sistema e isso ajuda os colaboradores. Que podem focar em tarefas mais importantes e rentáveis.

Conclusão

O sistema de gestão financeira nas empresas é algo imprescindível e consegue gerar ótimos resultados. Pois, entenda que ela permite com que haja segurança, praticidade e muitas vantagens.

Com isso, compreenda que é fundamental se preocupar com esta atividade estratégica. Já que todos os dados inclusos vão servir para ajudar a organização a otimizar suas operações.

Assim, compreenda que a gestão financeira empresarial é de grande utilidade. E para fazer isso nada melhor do que contar com uma empresa competente e focada. Por isso, conheça o Grupo CPCON que irá lhe auxiliar na tarefa através de seus profissionais qualificados no assunto.

FAQ

Para que serve a gestão financeira empresarial?

A gestão financeira nas empresas consiste em diversas ações, procedimentos e práticas específicas. Que estão diretamente relacionadas ao planejamento, análise, funcionamento e o controle dos processos financeiros. Onde obtém-se melhores resultados e maximiza-se os lucros.

Quais são os 4 pilares da gestão financeira?

Entre os pilares estão a tecnologia, inovação, visibilidade e o planejamento. Dessa forma, compreenda que estes 4 pontos são essenciais para a estruturação do processo.

Quem faz gestão financeira empresarial trabalha onde?

O profissional da gestão financeira empresarial pode trabalhar nas mais diversas áreas. Nesse sentido, temos as corretoras, instituições (financeiras) e os bancos.

0 0 votes
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Você quer um inventario mais eficiente?
Beneficie-se com o rastreio em tempo real, redução significativa de perdas e um aumento notável na velocidade dos processos de gestão de ativos e estoques.
Sobre o Grupo CPCON
No Grupo CPCON, você encontra soluções especializadas em gestão de ativos e estoques, com ênfase na tecnologia RFID, para otimizar e agilizar seus processos. Oferecemos serviços como inventário de ativos, gestão de ativos de TI, consultoria imobiliária, reconciliação fiscal-física e automação com RFID. Além disso, temos gestão de estoque, serviços de avaliação, soluções ágeis, software e consultorias variadas. Nossa vasta experiência, incluindo trabalhos com clientes renomados como Caixa Econômica, Vale e Petrobras, reforça nosso compromisso com ética e proteção de dados.
Guias
Soluções
Cansado de erros e imprecisões na Gestão de Seus Ativos e Estoques?
Experimente a precisão e eficiência da tecnologia RFID do Grupo CPCON. Com rastreamento em tempo real e uma drástica redução nas perdas, acelere os processos de inventário e gestão em sua empresa. Transforme sua gestão de ativos hoje mesmo!
Em destaque

Conteúdos Relacionados a

Contabilidade Ambiental

Contabilidade Ambiental

A contabilidade ambiental é de extrema importância e pode gerar decisão de compra por parte dos clientes. Afinal, compreenda que atualmente as empresas que se preocupam com o planeta são

Continuar lendo »
Comitê de Pronunciamento Contábeis

CPC 14 e os Instrumentos Financeiros

O Pronunciamento Técnico CPC 14 tem por objetivo estabelecer princípios para o reconhecimento e a mensuração de ativos e passivos financeiros e de alguns contratos de compra e venda de itens não financeiros e para a divulgação de instrumentos financeiros derivativos.

Continuar lendo »
Novidades

Conteúdo Recentes

Rolar para cima