Qual a importância da adoção do IFRS das normas contábeis? Entenda!

Qual a importância da adoção do IFRS das normas contábeis? Entenda!

IFRS é uma sigla que deve fazer parte da vida de quem tem empresa ou trabalha na área de contabilidade. No entanto, ainda podem restar dúvidas quanto ao significado, aplicação e importância do termo.

Para te ajudar a esclarecer essas questões, a CPCON preparou este artigo. Continue lendo!

Qual a importância da adoção do IFRS das normas contábeis? Entenda!
IFRS é obrigatório no Brasil e beneficia empresas | Foto: Unsplash

O que é IFRS e qual sua importância?

IFRS é uma sigla, originada da língua inglesa, usada para se referir ao “International Financial Reporting Standards” que, traduzindo para o português, significa Padrão Internacional de Relatório Financeiro.

Gerido pela International Accounting Standard Board (IASB), sua principal função é estabelecer um conjunto de normas contábeis, de acordo com padrões internacionais, para gerar estabilidade e transparência ao redor do mundo.

Essas normas contábeis são necessárias porque cada país tem as suas regras de contabilidade. Desse modo, seria difícil para um investidor de outra nação aprender as normas de cada local que deseja investir. Assim, se a empresa seguir o IFRS, os investidores conseguirão entender com muita facilidade a situação do negócio.

IFRS ao redor do mundo

Antes de 1973, não havia normas contábeis padronizadas. Com isso, o mundo se dividia entre as regras contábeis americanas (US GAAP) e os princípios contábeis britânicos (FRS). No entanto, como boa parte dos investidores moravam nos Estados Unidos, havia uma tendência de aceitar as regras americanas.

O que mudou os rumos dessa história foram os escândalos corporativos e a globalização. Algumas das grandes corporações americanas, como a WorldCom, se envolveram em grandes escândalos que abalaram a estabilidade do US GAAP.

Além disso, como o fenômeno da globalização possibilitou que as pessoas investissem de qualquer lugar do mundo, começou a haver uma maior necessidade de criação de padrões internacionais. Desse modo, foi criado o International Financial Reporting Standards.

No Brasil, o IFRS passou a ser adotado de modo obrigatório em 2010. Assim, as empresas precisam se adequar às normas da IFRS no tempo mais rápido possível, tanto para evitar problemas legais quanto para desfrutar dos benefícios do International Financial Reporting Standards.

Importância da IFRS para as empresas

A adoção ao IFRS não é importante apenas por ser determinada por lei, mas também porque as normas contábeis geram vantagens às empresas. Algumas delas são:

1. Praticidade

Com a aplicação das normas contábeis internacionais, a integração de áreas contábeis em empresas multinacionais é facilitada. Além disso, por o IFRS se tratar de uma padronização, as atividades contábeis podem ser otimizadas em vários sentidos.

2. Facilitação de créditos

Seguir o International Financial Reporting Standards possibilita que as empresas sejam transparentes sobre sua situação financeira e regradas com relação a processos de contabilização e atendimento ao Compliance. Instituições financeiras enxergam com bons olhos empresas que possuem Compliance e adotam normas padronizando os processos. Isso facilita a captação de dinheiro e o aumento de capital.

3. Transparência

O IFRS gera maior transparência à empresa, e isso pode se converter em futuros acordos comerciais. Na hora de fechar negócio, os investidores procuram por empresas transparentes, com números sólidos, as quais eles possam conhecer os valores antes de aplicar seu dinheiro. Devido a isso, a adoção da norma facilita acordos e investimentos.

Como aplicar IFRS

Agora que você já sabe o que é IFRS e qual a sua importância, está na hora de saber como aplicar IFRS. O primeiro passo é elaborar o balanço inicial de transição, revisando os valores dos ativos e passivos. A CPCON participa constantemente de projetos auxiliando seus clientes nesta fase.

Para isso, o contabilista deve considerar todos os ativos e passivos exigidos pela IFRS, aplicar o IFRS para medir todos os ativos e passivos reconhecidos e reclassificar os itens de acordo com as realizações contábeis anteriores quando IFRS não permitir o reconhecimento.

CPCON e IFRS

Na hora de implementar o IFRS, toda ajuda especializada é bem-vinda. Nesse caso, conte com a CPCON, sua empresa parceria na área de Gestão e Avaliação Patrimonial.

A CPCON como uma de suas especialidades o IFRS e,ao contratá-la, você adequa sua empresa ao padrão internacional de contabilidade de maneira prática, e evita possíveis problemas legais, societários, regulatórios ou gerenciais. 

Confira no site esse e outros serviços oferecidos pela CPCON!

Deixe uma resposta