Como adotar o padrão IFRS na sua empresa? Entenda!

O IFRS, implantado plenamente em 2010, tem como objetivo manter a estabilidade e a transparência das informações financeiras ao redor do mundo.

O IFRS, implantado plenamente em 2010, tem como objetivo manter a estabilidade e a transparência das informações financeiras ao redor do mundo. Por isso, é muito importante para o seu negócio. Nesse artigo, falaremos sobre maneiras de implementar esse padrão na sua empresa. Confira!

Como adotar o padrão IFRS na sua empresa? Entenda!
International Financial Reporting Standards (IFRS) estabelece padrões financeiros

O que é IFRS?

Antes de tudo, vamos entender um pouquinho sobre o que é IFRS. A sigla em inglês se refere a International Financial Reporting Standards que, traduzida para o português, corresponde a Padrões Internacionais de Contabilidade.

Basicamente, são normas internacionais estabelecidas por regras contábeis. É um conjunto de pronunciamentos, publicados e revisados pelo International Accounting Standards Board (IASB), responsável por manter a estabilidade e a transparência das informações ao redor do mundo.

Dessa forma, permite que os investidores, tanto pessoas físicas quanto jurídicas, façam decisões financeiras de forma consciente. A partir do IFRS, os investidores conseguem ver exatamente o que está acontecendo na empresa a qual eles desejam dispor seu dinheiro, mesmo que estejam do outro lado do mundo.

IFRS-16

Em 2016, uma nova norma foi emitida e denominada de IFRS-16, decorrente de uma ação conjunta entre o International Accounting Standards Board (IASB) e o Financial Accounting Standards Board (FASB), que é o conselho norte-americano de normas contábeis.A norma somente entrou em vigor em 2019.

As alterações sempre buscam trazer mais clareza para as informações financeiras e contábeis. O padrão IFRS-16 busca atingir as empresas rendeiras que usufruíram dessa ferramenta para incorporar certos ativos. As mudanças estão ligadas com a forma como essas companhias devem escriturar contabilmente os arrendamentos.

A aquisição dessa nova norma impactou principalmente a maneira de realizar o balanço patrimonial, afetando assim, as demonstrações contábeis e alguns cálculos voltados ao operacional da empresa.

Uma dúvida muito comum é se esta adequação ao IFRS é obrigatória e quando deve ser implementada. E, sim, é obrigatória! Deve ser implementada o quanto antes e é válida, inclusive, para pequenas e médias empresas.

Seguir o padrão IFRS e IFRS-16 garante muitas vantagens para a sua empresa. Por isso, veja algumas delas a seguir:

1. Transparência:

Manter uma boa transparência comprova o real valor da sua empresa e facilita futuros acordos e investimentos. 

2. Regularização:

A empresa estará regularizada conforme determina o Conselho Federal de Contabilidade e o Código Civil Brasileiro. Assim, evita complicações fiscais. 

3. Créditos mais fáceis:

Empresas que seguem corretamente os padrões internacionais esclarecem sua situação financeira e facilitam a captação de dinheiro e o aumento de capital. 

Como adotar o padrão IFRS?

Agora que conhecemos um pouquinho sobre as vantagens, vamos mostrar qual procedimento você deve fazer para adotar o padrão IFRS na sua empresa. Vamos lá!

Para iniciar a contabilidade no novo padrão internacional, o contabilista responsável deve elaborar o balanço inicial de transição e revisar os valores de seus ativos e passivos. Para fazer isso, os seguintes pontos devem ser analisados:

  • reconhecer todos os ativos e passivos dos quais são exigidos pelas IFRS
  • quando IFRS não permitir o reconhecimentos, deve reclassificar os itens conforme realizações contábeis anteriores, como ativo, passivo ou elemento do patrimônio líquido
  • aplicar IFRS na medição de todos os ativos e passivos reconhecidos.

A aplicação IFRS e IFRS-16 é muito importante para beneficiar a sua empresa. Seja para atrair mais investidores, conseguir capital facilmente ou evitar problemas fiscais. Implementá-las o quanto antes será de suma importância para sua empresa.

Quer adotar o padrão IFRS? Peça a ajuda da CPCON, maior empresa na área de Gestão e Avaliação Patrimonial do país, detentora dos maiores atestados de projetos e da maior quantidade de itens já realizados em um único inventário no Brasil e no mundo. Clique aqui e confira!

0 0 votes
Avaliação do artigo
0 0 votes
Avaliação do artigo
Inscreva-se
Notifique-me
guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentarios
O impacto da falta de gestão de ativos no seu empreendimento
A gestão de ativos está diretamente ligada à governança corporativa e busca identificar, mensurar e controlar o ciclo de vida desses ativos nas organizações.
Informações Relevantes
Não perca o controle do seu inventario gerencie seus ativos de forma profissional com nossas ferramentas
Guia de Navegação
Mantenha-se atualizado
Torne-se PRIME

Se inscreva gratuitamente para ler nossos artigos, dicas e conteúdos exclusivos com prioridade.

Em destaque
Conteúdo Relacionados
Conteúdo