Inventario de Estoque: o que é, tipos, benefícios e como fazer

Inventario de Estoque
Ter um inventário de estoque é ideal para garantir ótimos resultados em sua empresa. Pois o método permite organizar o setor corretamente.

Você sabe o que é um inventario de estoque e para que ele é implementado nas empresas? Saiba que o método é muito interessante e consegue trazer grandes contribuições durante o processo.

Visto que são feitas contagens exatas dos produtos e mercadorias, bem como das quantidades armazenadas no setor. Então continua a leitura e saiba exatamente o que é e para que serve este inventário.

Inventario de estoque com RFID – CPCON

Ponto Chave

  • Inventário: Um tipo de ferramenta que consiste em ter uma listagem com produtos e mercadorias. Onde há categorias, identificações dos itens e as quantidades deles;
  • Inventário de Estoque: Processo onde cria-se uma lista com vários itens que estão armazenados dentro da empresa. Nesse caso, entenda que são definidos todos os dados dos produtos que são necessários;
  • Passos do Inventário de estoque: As etapas incluem o planejamento, a coleta das informações, o processamento de dados e as possíveis ações corretivas;
  • Sistema RFID: Tecnologia que permite identificar e monitorar produtos e mercadorias usando a rádio frequência. Tudo isso com etiquetas inteligentes, chip de dados, antena e um leitor.

O que é um inventario de estoque?

Inventario de Estoque

O inventário de um estoque engloba um tipo de processo onde é realizado uma contagem dos itens. Dessa maneira, compreenda que são inclusos os produtos, as mercadorias e também as matérias-primas (insumos).

Com isso, entenda que não importa qual é o tamanho ou mesmo o setor do empreendimento. Já que o inventario de estoque é ideal para quaisquer negócios e categorias, o que faz dele uma ótima ferramenta.

Decerto, compreenda que a listagem deverá ser completa e o objetivo será:

  • Identificar;
  • Classificar;
  • Definir valores para cada um dos produtos.

Por certo, esteja ciente de que este modelo serve tanto para os itens de uma empresa quanto de terceiros. Desde que tais mercadorias tenham algum vínculo com as duas instituições.

De fato, entenda que ter organização e controle corretos do estoque evitará prejuízos. Além de fazer com o empreendimento não gaste valores com novos itens que não sejam necessários naquele momento.

Permitindo inclusive saber exatamente se um determinado produto teve ou não saída recentemente (vendas). Ou seja, saiba que o inventario de estoque consegue mostrar os cenários atuais da empresa.

Só que fazer isso apenas utilizando uma caneta e um papel acaba sendo muito complicado. E se torna possível implementar um software de computador que seja capaz de otimizar a tarefa.

Em resumo, um inventário (estoque) envolve toda a relação dos itens do setor. Ao passo que temos desde os itens concluídos e aptos para as vendas até os materiais do escritório e elementos similares.

Qual é a utilidade do inventario de estoque?

Basicamente, entenda que o inventário em questão é voltado para gerar a certificação dos serviços. Visto que mostra se está ou não havendo efetividade no processo de controle e gestão do estoque.

Desse modo, compreenda que com o inventario de estoque se torna possível saber informações importantes. Que mostram se as compras de itens foram em excesso ou mesmo se ocorreram perdas, roubos ou fraudes.

Enquanto que isso contribui com os funcionários e colaboradores, para que eles tenham ações de correção em caso de erros. Além de ser muito mais completo e de trazer uma solução para contagens precisas e exatas.

Garantindo economia, atendimento de qualidade aos clientes e muitos outros pontos favoráveis. Nisso, compreenda que a sua empresa será mais bem vista no mercado quando ela implementar este projeto estratégico.

Quais são os tipos de inventario de estoque?

Os tipos de inventário de estoque podem ser classificados de acordo com diferentes critérios. A seguir, estão alguns dos principais tipos de inventário:

Por periodicidade:

  • Inventário periódico: É realizado em intervalos regulares, geralmente uma vez por ano. É o tipo de inventário mais comum, pois é relativamente simples e econômico de realizar.
  • Inventário permanente: É realizado continuamente, sem intervalos regulares. É o tipo de inventário mais preciso, pois fornece uma visão atualizada do estoque da empresa. No entanto, é também o mais complexo e caro de realizar.

Por extensão:

  • Inventário geral: É realizado para contar e registrar todos os itens em estoque, independentemente da sua categoria ou localização.
  • Inventário parcial: É realizado para contar e registrar apenas uma parte do estoque, geralmente por categoria ou localização.

Por método de contagem:

  • Inventário físico: É o método mais preciso, pois envolve a contagem e o registro manual de todas as mercadorias, produtos e materiais em estoque.
  • Inventário contábil: É o método menos preciso, pois envolve a comparação das quantidades registradas no sistema de controle de estoque com as quantidades físicas em estoque.

Por finalidade:

  • Inventário de fim de ano: É realizado para fins contábeis, geralmente no final do ano fiscal.
  • Inventário de controle: É realizado para fins de controle de estoque, como para identificar perdas ou desperdícios.
  • Inventário de segurança: É realizado para garantir que a empresa tenha estoque suficiente para atender à demanda dos clientes.

A escolha do tipo de inventário mais adequado deve ser feita de acordo com as necessidades e recursos da empresa.

Quais são os benefícios de contar com o inventario de estoque?

Você pode ter vários benefícios ao contar com um inventario de estoque. Afinal, entenda que ele ajuda não só o setor, mas consegue otimizar os processos de vários departamentos.

Pois, compreenda que ao ter um armazenamento competente, a logística e outros setores vão ter melhores resultados. Principalmente no setor de envios e entregas que são altamente dependentes dele.

Confira algumas das vantagens do inventário de estoque:

  • Maior precisão: com a aplicação adequada de um inventário (estoque) você terá a garantia de registros e dados corretos. Dessa forma, saiba que os erros e falhas são evitados e temos reposições velozes, menos prejuízos, desperdícios e perdas;
  • Avaliações: quando a empresa sabe o valor que tem em estoque fica mais fácil para saber o patrimônio dela. Enquanto que mantém-se a organização do ambiente e auxilia na parte financeira;
  • Planos e tomadas de decisão: outro ponto é que a empresa terá informações que contribuem para saber se é preciso comprar ou vender itens. Além de mostrar as quantidades exatas que estão contidas no armazenamento naquele momento;
  • Clientes mais satisfeitos: os consumidores vão ter um atendimento muito melhor e isso ajudará nas vendas. Sendo que os mesmos podem vir a ser fidelizados, gerando ainda mais compras e agregando valor a marca desta organização.

Vale destacar que o inventario de estoque pode ser feito de duas maneiras diferentes. De tal modo que poderá ser físico (manual) ou contínuo usando um software (sistema) que pode ser o RFID, por exemplo.

Passo a passo para fazer um inventario de estoque

Para que você possa elaborar um inventário em seu estoque é preciso seguir algumas etapas específicas. Desse modo, compreenda que somente assim será possível chegar aos resultados almejados. Nos tópicos seguintes temos mais detalhes de cada um dos níveis:

Planejamento

Em primeiro lugar é necessário pensar e fazer o planejamento do projeto. De tal modo que isso ajudará na escolha de qual o método exato do inventario de estoque, incluindo seus períodos e recursos.

Nesta parte é importante contar com as seguintes informações:

  • Tipo (inventário): costumeiramente as empresas contam com o inventário do tipo físico. Onde haverá uma contagem manual dos itens presentes no estoque. Porém, entenda que é possível contar com o inventário contínuo usando RFID ou código de barras;
  • Tempo (períodos): geralmente esta é uma tarefa que é feita a cada ano. Embora seja possível escolher modelos que são feitos em vários períodos, realizando contagens quando for necessário;
  • Recursos: será preciso contar com uma equipe, vários equipamentos, suprimentos e outros elementos fundamentais. Sem dúvida, compreenda que a empresa deve contar com tais recursos para que o inventário seja feito conforme o esperado.

Coleta das informações

Logo após a etapa inicial temos o inventario de estoque que também tem grande relevância. Dessa maneira, compreenda que é feita a captação dos dados de forma manual ou com o uso de um software.

No primeiro modelo caberá aos funcionários fazer a contabilização individual de cada um dos itens. Enquanto que no processo de rastreamento haverá a automatização da coleta dos dados presentes no inventário.

Processamento (dados)

Aqui são verificados os dados e as informações, para analisar se não houve algum equívoco. Pois, entenda que caso isso aconteça será preciso corrigir o problema para seguir para a próxima fase.

Correções

O inventario de estoque tem a parte das correções que também é fundamental. Ao passo que engloba ações que permitem a tomada de decisões que servem para consertar eventuais empecilhos.

Desse modo, entenda que será preciso ou atualizar os dados (estoque) ou mesmo verificar fraudes, roubos, entre outros. De fato, compreenda que para um bom inventário o ideal é:

  • Planejar de forma antecipada;
  • Treinar muito bem a sua equipe;
  • Utilizar as ferramentas efetivas e adequadas;
  • Manter a organização.

Certamente, você terá grandes resultados se fizer um inventario de estoque completo e com todas as informações. Visto que isso será útil para vários setores e possibilitará com que seja possível fazer a sua empresa evoluir no mercado.

Qual a importância do inventario de estoque?

Inventario de Estoque

A importância do inventário de estoque é fundamental para a gestão de qualquer empresa, independentemente do seu tamanho ou segmento. O inventário é o processo de contar e registrar todas as mercadorias, produtos e materiais em estoque em um determinado momento. Ele é realizado para garantir que o controle de estoque esteja correto e que a empresa esteja atendendo às demandas dos clientes de forma eficiente.

As principais vantagens do inventário de estoque são:

  • Melhoria na gestão de estoque: O inventário fornece uma visão precisa do estoque da empresa, incluindo quantidades, valores e condições. Essa informação é essencial para a tomada de decisões estratégicas, como a definição de níveis de estoque, a programação de compras e a identificação de perdas e desperdícios.
  • Melhoria no atendimento ao cliente: O inventário ajuda a evitar a falta de produtos, que pode levar à insatisfação dos clientes e à perda de vendas.
  • Melhoria na organização do estoque: O inventário pode ser usado para identificar problemas de organização do estoque, como a falta de espaço ou a falta de rotatividade.
  • Redução de perdas: O inventário pode ajudar a identificar e reduzir as perdas de estoque, como furtos, avarias e obsolescência.
  • Redução de desperdícios: O inventário pode ajudar a identificar e reduzir o desperdício de estoque, como produtos vencidos ou com defeito.
  • Redução de custos: A melhoria da gestão de estoque pode levar à redução de custos, como custos de armazenagem, custos de transporte e custos de compras.
  • Auxílio para atender requisitos da legislação: Em alguns casos, a legislação exige que as empresas realizem inventários de estoque periodicamente.

A periodicidade do inventário deve ser definida de acordo com as necessidades da empresa. Em geral, empresas com estoques grandes ou complexos devem realizar inventários mais frequentes.

Existem dois principais métodos de inventário: o inventário físico e o inventário contábil. O inventário físico é o método mais preciso, pois envolve a contagem e o registro manual de todas as mercadorias, produtos e materiais em estoque. O inventário contábil é um método menos preciso, pois envolve a comparação das quantidades registradas no sistema de controle de estoque com as quantidades físicas em estoque.

A escolha do método de inventário mais adequado deve ser feita de acordo com as necessidades e recursos da empresa.

Inventario de estoque com RFID

gráfico de radar comparativo entre RFID, Código de Barras e NFC, visualizando diferentes critérios de desempenho. Este gráfico oferece uma visão clara das forças e fraquezas de cada tecnologia em várias dimensões: Custo de Implementação: O RFID tem um custo mais elevado, enquanto o código de barras é mais econômico e o NFC tem um custo intermediário. Alcance de Leitura: O RFID destaca-se com um alcance de leitura mais longo. O NFC tem um alcance muito curto, e o código de barras necessita de contato visual direto. Precisão: Todas as três tecnologias têm alta precisão, com o RFID e o NFC um pouco à frente do código de barras. Resistência a Interferências: NFC tem alta resistência a interferências, RFID tem uma resistência moderada, e o código de barras é o mais suscetível a interferências. Privacidade e Segurança: O NFC lidera em termos de privacidade e segurança, seguido por RFID e depois código de barras, que tem a menor capacidade de criptografia e segurança. Este gráfico oferece uma compreensão abrangente de como cada tecnologia se compara em aspectos chave, ajudando a informar a escolha da tecnologia apropriada para diferentes aplicações.​

Uma solução que vem ganhando força atualmente é o Sistema RFID para controle de estoque que permite identificações e monitoramentos via rádio frequência. Assim, entenda que com as etiquetas inteligentes será possível ler os dados dos produtos e das mercadorias.

Pois, saiba que isso será feito em lotes de produtos e mesmo que haja uma certa distância. No caso, o inventario de estoque será otimizado e as chances de erros serão muito pequenas.

Uma vez que o RFID traz etiquetas que contam com chips recheados de dados dos itens do estoque. E utiliza uma antena e um leitor para que sejam captadas as informações, seguindo para o software de computador.

Com isso, esteja ciente de que a contribuição do RFID é muito grande. Afinal, ele ajudará com uma maior precisão, diminuição nos custos e melhorias no atendimento aos clientes. E o controle dos estoques terá uma maior eficiência e aumento na produtividade.

Conclusão

Você pode perceber que o inventario de estoque é muito interessante e ajuda bastante no departamento. Sendo que a empresa fará contabilizações dos itens de forma segura e completa.

Dessa forma, entenda que é possível contar os produtos e mercadorias de modo manual ou automática. Uma vez que você pode implementar software ou contar com a habilidade de seus funcionários e colaboradores.

Por certo, compreenda que são inúmeras as vantagens de fazer um inventário de qualidade para seu estoque. E ao integrar um sistema RFID os resultados com toda a certeza vão ser muito mais favoráveis para a empresa.

FAQ: Perguntas Frequentes

Como é feito um inventário de estoque?

Para fazer o inventário de estoque será preciso montar uma equipe, definir modelos de contagens e organizar o setor. Em seguida, procure ferramentas adequadas, não se deve receber novos itens, reserve um dia e faça as contagens e grave os dados captados no procedimento.

O que é inventário na logística?

Um inventário na logística permite controlar todos os ativos presentes numa empresa. De tal forma que isso é essencial para diminuir os prejuízos e ainda possibilita a otimização de toda a gestão (estoque).

Quanto cobrar por um inventário de estoque?

Um inventário de estoque pode variar de acordo com a empresa e a estrutura do negócio. Já a regra (ouro) para os custos em estocagem englobam de 20% até os 30%.

Qual a importância do inventário de estoque para a logística?

O inventário de estoque é importante para a logística porque permite que as empresas tenham uma visão precisa da quantidade de produtos que têm em estoque. Isso é essencial para que as empresas possam planejar suas operações logísticas de forma eficiente, evitando problemas como falta de produtos e excesso de estoque.

O inventário de estoque também é importante para a logística porque permite que as empresas identifiquem problemas em seus processos de estoque. Por exemplo, se o inventário mostrar que a empresa está com falta de um produto, isso pode indicar que há um problema no processo de reposição de estoque.

Qual a importância do inventário de estoque para a satisfação dos clientes?

O inventário de estoque é importante para a satisfação dos clientes porque garante que os produtos estejam disponíveis quando os clientes precisam deles. Se uma empresa não tiver o produto que o cliente deseja, isso pode levar a insatisfação do cliente e até mesmo à perda de vendas.

O inventário de estoque também é importante para a satisfação dos clientes porque permite que as empresas ofereçam um bom serviço de atendimento ao cliente. Por exemplo, se um cliente liga para a empresa para perguntar se o produto está disponível, a empresa pode verificar o estoque e informar o cliente imediatamente.

Como funciona o inventário de estoque periódico?

O inventário de estoque periódico é um método de inventário que é realizado em intervalos regulares, geralmente mensais, trimestrais ou semestrais. Nesse método, a empresa conta todos os produtos em estoque em um determinado dia.

O inventário de estoque periódico é um método simples e relativamente barato de fazer um inventário. No entanto, ele pode ser impreciso, pois pode haver mudanças no estoque entre as datas dos inventários.

Qual a diferença de estoque e inventário?

Estoque é a quantidade de produtos que uma empresa tem disponível para venda ou uso. Já inventário é o processo de contar e registrar todos os produtos em estoque.

Em outras palavras, o estoque é o resultado do inventário.

0 0 votes
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Você quer um inventario mais eficiente?
Beneficie-se com o rastreio em tempo real, redução significativa de perdas e um aumento notável na velocidade dos processos de gestão de ativos e estoques.
Sobre o Grupo CPCON
No Grupo CPCON, você encontra soluções especializadas em gestão de ativos e estoques, com ênfase na tecnologia RFID, para otimizar e agilizar seus processos. Oferecemos serviços como inventário de ativos, gestão de ativos de TI, consultoria imobiliária, reconciliação fiscal-física e automação com RFID. Além disso, temos gestão de estoque, serviços de avaliação, soluções ágeis, software e consultorias variadas. Nossa vasta experiência, incluindo trabalhos com clientes renomados como Caixa Econômica, Vale e Petrobras, reforça nosso compromisso com ética e proteção de dados.
Guias
Soluções
Cansado de erros e imprecisões na Gestão de Seus Ativos e Estoques?
Experimente a precisão e eficiência da tecnologia RFID do Grupo CPCON. Com rastreamento em tempo real e uma drástica redução nas perdas, acelere os processos de inventário e gestão em sua empresa. Transforme sua gestão de ativos hoje mesmo!
Em destaque

Conteúdos Relacionados a

Comitê de Pronunciamento Contábeis

CPC 08 e Custos em Emissão de Títulos

O CPC 08 tem por objetivo prescrever o tratamento contábil aplicável ao registro de custos incrementais incorridos em ações ou bônus de subscrição, na captação de recursos por meio de emissão de títulos de dívida e também em outros títulos patrimoniais de dívida.

Continuar lendo »
Comitê de Pronunciamento Contábeis

CPC 02 R2 e os Efeitos das Demonstrações Contábeis

O CPC 02 tem por objetivo determinar como incluir transações em moeda estrangeira e operações no exterior nas demonstrações contábeis de uma entidade no Brasil e mostrar como converter as demonstrações contábeis de entidade no exterior para a moeda de apresentação das demonstrações contábeis no Brasil para fins de registro da equivalência patrimonial.

Continuar lendo »
Novidades

Conteúdo Recentes

Rolar para cima