Teoria da Mais Valia na Contabilidade

Contabilidade e a Teoria da Mais Valia
A mais valia é um conceito importante da área da contabilidade. Por isso, conhecê-la é algo fundamental para as empresas.

A mais valia é um conceito na contabilidade de extrema importância para as empresas. Dessa forma, compreenda que nela temos dados específicos que envolvem certas negociações.

Assim, você deve entender que isso faz com que seja possível analisar os processos com mais exatidão e profundidade. Então é sobre esse assunto que vamos falar neste artigo completo a respeito do tema.

Pontos Chave

  • Mais Valia: Conceito definido pela diferença do valor justo (mercado) e o valor contábil (líquido). Geralmente ocorre em alguns cenários, tais como a aquisição de uma outra empresa;
  • Goodwill: Conjunto dos elementos intangíveis que estão relacionados a uma empresa. Pode ser considerado a diferença entre o preço da aquisição e a de custo;
  • Compra vantajosa: Quando uma aquisição acaba sendo benéfica ao comprador. Devido ao fato e que o valor pago é menor do que o valor considerado justo.

O que é Mais Valia na Contabilidade?

A contabilidade é uma área que tem como definição o fato de ser uma ciência. De tal forma que ela consegue estudar, interpretar e também registrar diversos fenômenos.

Ou seja, aqueles que tenham relação direta e que afetem o patrimônio da empresa. Com isso, entenda que a mais valia é um dos conceitos que estão atrelados a esse setor.

Ao passo que ela pode ser definida de forma simples e prática. Sendo a diferença que há entre o valor justo e o valor contábil de um patrimônio. Nisso, compreenda que o termo em questão é fundamental para as empresas.

Por certo, você precisa saber que o conceito envolve o valor adicional. Que pode ser o ativo imobilizado mais elevado do que os números da Contabilidade.

Desse modo, a mais valia engloba os diversos números registrados e que ultrapassam este valor (adicional). A fim de apurar este valor, é feita uma determinada avaliação de patrimônio.

Podendo ser realizada em modo total ou mesmo parcialmente. Cobrindo os bens presentes neste ativo imobilizado. Através de uma apuração em Valor Justo (mercado).

Onde são definidos todos os valores para cada um dos ativos da empresa. Assim, compreenda que o conceito é explicado por:

  • Uma diferença do valor justo no Mercado;
  • Subtraído do Valor Contábil (Líquido);
  • Ou mesmo do Valor que é residual (bens).

Sem dúvida, entenda que é essencial que as organizações conheçam a mais valia. Devido ao fato de que a mesma tem grande impacto e graus de importância em diversos processos.

Mais Valia e Goodwill

Você viu anteriormente que a Mais Valia tem a ver com o patrimônio da empresa. De tal forma que envolve valor justo e também o valor contábil da mesma, gerando uma diferença entre eles.

Com isso, se torna possível fazer alguns cálculos e elaborar planilhas chamadas de lançamentos contábeis. Além disso, saiba que existem outros termos que estão relacionados ao conceito da mais valia.

Um deles é conhecido como Goodwill, sendo o valor que excede no pagamento na aquisição de uma empresa. Nesse caso, temos a compra de uma outra companhia.

E na grande maioria das vezes ocorre do interessado pagar um certo valor maior. Daquele preço que a empresa realmente vale em sua categoria de mercado.

Certamente, entenda que são avaliados diversos aspectos para que essa compra seja vantajosa. Embora analisando somente o valor pago fica a impressão de que o comprador se equivocou.

Veja um exemplo para compreender melhor:

  • O comprador oferece R$ 200,00;
  • E faz a aquisição de uma nota de R$ 100,00;
  • Nisso, o Goodwill seria de R$ 100,00 adicionais.

Dessa forma, é importante entender que a mais valia é a diferença dos valores justos e contábeis. Enquanto que o Goodwill é plausível devido ao fato de que:

  • A empresa pode ter mais coisas além dos seus bens (próprios) materiais;
  • Pois, certos ativos (intangíveis) poderão se valorizar;
  • E tem também a marca, posicionamento no mercado e outras variáveis.

Como resultado disso, compreenda que o valor desta empresa pode superar o valor de patrimônio dela. Por isso, é fundamental compreender o conceito que permite uma visualização completa do cenário.

Compra Vantajosa

Além da mais valia e do Goodwill temos a Compra Vantajosa que é outro termo essencial na Contabilidade. Pois, entenda que ele ocorre no momento de uma aquisição de outra companhia.

Ou seja, quando a empresa A pretende comprar a organização B. Dessa forma, saiba que se o valor pago for menor que o valor justo isso resulta na compra vantajosa.

Já que o preço pago pela companhia adquirida é mais baixo do que o preço justo que ela possui. Agora caso a diferença seja considerada positiva no valor justo, temos o Goodwill.

Na sequência vamos verificar mais algumas informações de grande importância a respeito da mais valia. Para que fique mais simples de entender como esse conceito realmente funciona.

Mais Valia: Realização

A fundamentação da mais valia está nesta existência dos ativos e dos passivos líquidos. De tal modo que o valor justo deles supera o valor contábil. Assim, compreenda que tal baixa deverá ser realizada de forma proporcional.

Mediante a tal realização nestes ativos/passivos dos quais a mais valia tem origem. Na lista a seguir estão alguns exemplos:

Vale destacar que o processo da mais valia e também do ágio podem ocorrer nestes outros exemplos:

  • O investidor realizar a alienação deste investimento;
  • No momento em que tal investidor faz o reconhecimento das perdas mediante a redução (investimento) no seu valor (recuperação).

Sem dúvida, é bom saber que há a necessidade da manutenção dos controles. E toda a complexidade deles, a fim de gerar um acompanhamento dos valores. Pelos quais estes ativos ou passivos são realizados nos exercícios.

Com isso, saiba que será possível fazer a mais valia que corresponde ao processo. Em contrapartida, frente a amortização, está a conta dos Resultados em Equivalência Patrimonial.

Visto que ela é justificada por ajustar adequadamente os resultados líquidos nesta investida. E isso é essencial, principalmente quando uma empresa pretende adquirir outra inserida no mercado.

Exemplo de Mais Valia

Agora que você já aprendeu os conceitos é interessante conferir um exemplo. Já que fica mais fácil de entender melhor quando é criado um cenário fictício parecido com a realidade.

Dessa maneira, compreenda que temos a seguinte hipótese de mais valia:

  • A empresa A pretende adquirir a empresa B que está em crise;
  • Nessa aquisição a compradora captará 80% do PL;
  • Sendo que o valor será de R$ 1.200.000.

De fato, saiba que esta companhia está a venda por um determinado preço. Contudo, na consulta de patrimônio líquido dela o registro é de R$ 1.000.000. Só que no processo de reavaliação chegou-se ao valor justo em R$ 1.100.000.

Com isso, temos o seguinte cálculo da mais valia:

  • 80% (PL) em valor adquirido: R$ 800.000;
  • 80% (PL) em valor justo: R$ 880.000;
  • Valor na aquisição: R$ 1.200.000.

Consequentemente, temos o cálculo do Goodwill que é feito da seguinte modo:

  • Valor de aquisição – valor justo;
  • R$ 1.200.000 – R$ 880.000;
  • Total: R$ 320.000.

Por fim, compreende que o cálculo da mais valia será feito assim:

  • Valor justo – Valor Contábil;
  • R$ 880.000 – 800.000;
  • Total: R$ 80.000.

De fato, você pode verificar o patrimônio líquido é superior e é importante saber isso. Em seguida, saiba que o lançamento contábil irá ter esses dados ensinados no exemplo.

Com isso, entenda que eles devem ser listados dessa maneira:

  • Valor contábil (empresa): R$ 800.000 (Débito);
  • Mais Valia: R$ 80.000 (Débito);
  • Goodwill: R$ 320.000 (Débito);
  • Caixa: R$ 1.200.000.

Note que neste exemplo acima estão alguns dados fictícios para mostrar como funciona a mais valia. Desse modo, em cenários realistas será bem parecido e por isso compreender o método será fundamental.

Exemplo de Compra Vantajosa

No caso de uma aquisição vantajosa temos um cenário onde ocorre uma espécie de lucro. Uma vez que a empresa compradora obtém benefícios ao adquirir outra companhia.

Assim, confira um exemplo para entender melhor:

  • A empresa A adquire 100% do PL de uma outra companhia;
  • E o valor é de R$ 400.000;
  • A organização adquirida está com dificuldades e seu patrimônio líquido em valor contábil na faixa de R$ 500.000.

Bem como o cálculo da mais valia a compra vantajosa será definida por:

  • Total: R$ 500.000 – R$ 400.000 = R$ 100.000.

Como resultado disso, sobraram R$ 100.000 que é obtido mediante a subtração realizada acima. Já o lançamento contábil será definido pelas informações obtidas neste cálculo:

  • Investimento feita nesta empresa adquirida: R$ 500.000 (Débito);
  • Caixa: R$ 400.000 (Crédito);
  • Compra Vantajosa: (Deságio) (Conta de Resultado) (Receita);
  • Resultado: R$ 100.000.

Vale ressaltar que o registro da compra será feito em uma conta conhecida como resultado. Ao passo que o documento é importante para ajudar a empresa a se organizar melhor.

O tratamento contábil e fiscal: Mais Valia, Menos Valia e Goodwill

Nos aspectos gerais da mais valia temos que a legislação atual (contábil) faz a determinação das avaliações nas aquisições. Dessa forma, compreenda que isso engloba as participações societárias que se tornem desdobradas no patrimônio líquido.

Enquanto que englobam também a Mais Valia, Menos Valia e o Goodwill. Onde tal conceito veio diretamente pela legislação contábil (internacional). Sendo que antigamente era preciso apenas desdobrar as aquisições em formato de custo contábil ou em Goodwill.

Assim, compreenda que ao ocorrerem aquisições/incorporações das pessoas jurídicas. Então, as que captaram este patrimônio precisam desdobrar no ativo tais investimentos feitos em:

  • Mais valia ou em Menos Valia: Um valor correspondente na diferença entre valor justo (ativos líquidos) nesta investida e valor líquido;
  • Goodwill: Um valor correspondente a esta diferença no custo da aquisição do investimento, e também na soma do patrimônio e da mais ou na menos valia.

De acordo com a legislação (IRPJ) e também na CSLL temos os valores a serem controlados. Nas subcontas (distintas) para os efeitos nas realizações tributárias.

Vale lembrar que valores que se enquadram em modo mais valia ou de menos valia:

  • Na aquisição dos investimentos precisam de suporte nos laudos feitos pelo perito independente;
  • De fato, saiba que este laudo terá que contar com um protocolo da RFB;
  • E sendo feito via e-Process em período que cubra o (último) dia útil do mês 13° que seja subsequente daquele de aquisição na participação;
  • Aliás, compreenda que o protocolo é realmente obrigatório mesmo que o valor de mais valia ou de menos valia se iguale a 0.

CPC 15 e a Lei 12.973 (2014)

Além de todas as informações citadas neste artigo temos mais algumas que são fundamentais. Dessa maneira, compreenda que é importante falar sobre o CPC 15 e também a respeito da Lei 12.973 do ano de 2.014.

Nesse sentido, saiba que o Comitê de Pronunciamento Contábil indica que o ágio é o seguinte:

  • O processo é pago mediante rentabilidade futura;
  • Sendo reconhecido através de combinação dos negócios;
  • Onde está a diferença do valor pago/compromissos com o montante líquido (valor justo) nos ativos/passivos de uma empresa;
  • Ou mesmos nos negócios que foram adquiridos.

E a mais valia é uma das partes do processo que pode ter vários modelos diferentes. Assim, compreenda que no momento em que o investidor compra uma participação.

Este valor a ser pago pode ser distinto daquele valor de patrimônio. Consequentemente, saiba que tal diferença define o modo que será aplicado. A mais valianos ativos líquidos será esse diferencial do valor pago superior ao valor líquido.

Enquanto que o ágio (por expectativa) na rentabilidade futura (Goodwill) também ocorre deste mesmo formato. Contudo, saiba que ao ter um valor pago inferior ao valor patrimonial a diferença será chamada de compra vantajosa.

Note que é essencial que você conheça esses detalhes para que possa implementar isso na empresa. Visto que para criar um documento com mais valia e outros dados contábeis é preciso saber todos os detalhes.

Vale destacar que são duas as situações no pagamento:

  • Tais ativos de investida, líquidos (passivos), mensuração em valor justo individual: tem valor superior ao valor contábil;
  • Goodwill: quando é pago um valor superior ao justo, visando lucratividade em rentabilidade futura.

Outras informações importantes

Seguindo a linha de raciocínio acima temos ainda alguns detalhes de grande valia. Desse modo, saiba que no momento em que investimentos são realizados pelas subscrições nas empresas coligadas ou mesmo controladas.

E que são formadas através desta mesma investidora não irá surgir naturalmente quaisquer mais valia. Ou mesmo, ágio, deságio, porém se houver variação no percentual da participação isso será possível.

Entretanto, esteja ciente de que a sociedade que compra participações pode ocasionar uma mais valia, ágio ou um deságio. Realmente depende da situações e dos resultados obtidos mediante aos cálculos específicos.

Definições dos conceitos usados na mais valia e na Contabilidade

Por definição, você deve saber que o valor contábil consiste num reconhecimento de certo ativo. Onde o mesmo é observado no balanço patrimonial logo após acontecer a dedução (amortização) acumulada.

E também da provisão em perda mediante a redução de valor recuperável. Já o custo envolve aqueles montante presente em caixa ou os equivalentes no caixa já pago.

Incluindo tais valores a serem pagos, ou justos em quaisquer das contraprestações na aquisição do ativo. Por certo, saiba que além da mais valia há o conceito do valor amortizável.

Nesse sentido, ele é definido por um custo (ativo) ou e outros valores substitutos. Sendo menos do que o valor residual. No caso da compra vantajosa, entenda que ela ocorre durante uma aquisição.

Onde a empresa compradora paga um valor que é menor do considerado justo. Gerando lucratividade e sendo vantajoso para quem faz a aquisição. O valor justo do ativo é basicamente tal valor de negociação por ambas as partes.

Por sua vez, o negócio engloba um conjunto (integrado) nas atividades e nos ativos passíveis de condução. Sendo administrados com as finalidades em fornecer de forma direta.

Seja para investidores, proprietários, participantes ou acionistas os retornos em formato de dividendos. De fato, saiba que a mais valia é somente um dos processos que podem ocorrer em uma aquisição.

Um detalhe importante é a perda por redução em valor recuperável. Que consiste num montante na qual o valor (contábil) excede o valor recuperável. Seja no ativo líquido ou no ativo propriamente dito.

Por fim, o bem intangível é definido por um certo ativo que não é monetário. De tal forma que ele é identificável mas sem que haja substância fisicamente. E o valor residual é a estimativa de venda daquele item, após fazer a dedução das despesas.

Dúvidas Frequentes sobre Mais Valia

O que é mais valia?

Resposta: A mais valia é fundamentada em ativos/passivos com valores justos superiores aos valores contábeis. Tendo baixa proporcional mediante a realização dos ativos/passivos de origem.

O que é mais valia no CPC?

O CPC de Passivos do Negócio Adquirido são vistos como sendo no formato de mais valia. Dessa forma, compreenda que o reconhecimento é feito para serem inclusos nos valores contábeis da empresa.

O que é mais valia e menos valia?

São valores que correspondem diretamente a diferença nos valores justos (ativos) em uma investida no valor patrimonial líquido. E o Goodwill nada mais é do que o valor da diferença em custos na aquisição e a soma do patrimônio, incluindo a mais valia.

Como é contabilizada a menos valia?

A contabilização da menos valia se dá pela fórmula específica dela. No caso, temos “Menos Valia = VP em PL de investida menos o VJP em PL de investida”.

O que é compra vantajosa?

Dentro do conceito de mais valia está também a compra vantajosa. Que ocorre quando o valor pago numa aquisição (empresa) é inferior ao valor justo da mesma.

O que é mais valia CPC?

Resposta: O CPC de Passivos do Negócio Adquirido são vistos como sendo no formato de mais valia. Dessa forma, compreenda que o reconhecimento é feito para serem inclusos nos valores contábeis da empresa.

O que é mais valia e menos valia?

Resposta: São valores que correspondem diretamente a diferença nos valores justos (ativos) em uma investida no valor patrimonial líquido. E o Goodwill nada mais é do que o valor da diferença em custos na aquisição e a soma do patrimônio, incluindo a mais valia.

Como é contabilizada a menos valia?

Resposta: A contabilização da menos valia se dá pela fórmula específica dela. No caso, temos “Menos Valia = VP em PL de investida menos o VJP em PL de investida”.

O que é compra vantajosa?

Resposta: Dentro do conceito de mais valia está também a compra vantajosa. Que ocorre quando o valor pago numa aquisição (empresa) é inferior ao valor justo da mesma.

Conclusão

Em conclusão, é possível perceber a importância da mais valia e dos outros conceitos da contabilidade. Visto que durante este processo a empresa pode se beneficiar com lucro resultante de uma aquisição.

Ou mesmo ter pago um valor acima do normal, visando lucratividade futura através daquela companhia. Por certo, compreenda que é fundamental que as empresas saibam identificar esses termos para criar lançamentos contábeis mais efetivos.

Portanto, entenda que a mais valia é um processo que engloba a negociação e o patrimônio existente. Sendo que permite uma melhor análise dos cenários e posteriormente uma organização mais competente nos dados.

4 5 votes
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Você quer um inventario mais eficiente?
Beneficie-se com o rastreio em tempo real, redução significativa de perdas e um aumento notável na velocidade dos processos de gestão de ativos e estoques.
Sobre o Grupo CPCON
No Grupo CPCON, você encontra soluções especializadas em gestão de ativos e estoques, com ênfase na tecnologia RFID, para otimizar e agilizar seus processos. Oferecemos serviços como inventário de ativos, gestão de ativos de TI, consultoria imobiliária, reconciliação fiscal-física e automação com RFID. Além disso, temos gestão de estoque, serviços de avaliação, soluções ágeis, software e consultorias variadas. Nossa vasta experiência, incluindo trabalhos com clientes renomados como Caixa Econômica, Vale e Petrobras, reforça nosso compromisso com ética e proteção de dados.
Guias
Soluções
Cansado de erros e imprecisões na Gestão de Seus Ativos e Estoques?
Experimente a precisão e eficiência da tecnologia RFID do Grupo CPCON. Com rastreamento em tempo real e uma drástica redução nas perdas, acelere os processos de inventário e gestão em sua empresa. Transforme sua gestão de ativos hoje mesmo!
Em destaque

Conteúdos Relacionados a

Comitê de Pronunciamento Contábeis

CPC 14 e os Instrumentos Financeiros

O Pronunciamento Técnico CPC 14 tem por objetivo estabelecer princípios para o reconhecimento e a mensuração de ativos e passivos financeiros e de alguns contratos de compra e venda de itens não financeiros e para a divulgação de instrumentos financeiros derivativos.

Continuar lendo »
Comitê de Pronunciamento Contábeis

CPC 03 e a Demonstração dos Fluxos de Caixa (R2)

O Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) com o pronunciamento CPC 03, fornece informação em relação a alterações históricas de caixa e equivalente de caixa de uma entidade através de demonstração classificatória dos fluxos de caixa do período por atividades operacionais, de investimento e de financiamento.

Continuar lendo »
Novidades

Conteúdo Recentes

Rolar para cima