Demonstrações Contábeis: O que são, Objetivos e tipos

controladoria
As demonstrações contábeis são essenciais para monitorar a saúde financeira da empresa. Assim, são obrigatórias e seguem a Lei brasileira.

As demonstrações contábeis são fundamentais, pois trazem vários indicadores de grande valor. Dessa maneira, saiba que isso ajuda na orientação da gestão nas empresas.

Assim, entenda que elas conseguem refletir a realidade da organização quando estão em dia. Então leia o artigo e saiba quais são e como funcionam essas demonstrações.

Pontos Chave

  • Demonstrações Contábeis: Consistem em documentações que trazem um conjunto de informações obrigatórias com divulgação anual. Seguem a lei de número 6.404/76 e são feitas pela administração de uma sociedade de ações. Represem a prestação das contas para os seus sócios/acionistas;
  • Componentes (Demonstrações contábeis): Balanço patrimonial, Demonstração de resultado, Lucros e prejuízos acumulados, Fluxos de caixa, Valor adicionado e Notas (explicativas);
  • Documentações: Balanço patrimonial, DRE, DLPA, DFC, DMPL, DVA e Notas (explicativas).

O que são as demonstrações contábeis?

Basicamente tais demonstrações consistem em documentos específicos da empresa. Dessa forma, compreenda que eles possuem tanto um fluxo contábil quanto a parte financeira.

Sendo que consideram um período específico e apresentam o desempenho realizado na organização. Ao passo que isso é mostrado em números para ajudar na compreensão.

Por certo, saiba que essas demonstrações contábeis precisam seguir a lei de número 6.404/76. Onde a mesma indica que é obrigatória a divulgação dos demonstrativos em questão.

Pelas empresas que atuam em sociedade de ações e as informações devem ser direcionadas ao público interessado. Nesse sentido, estão os sócios e também os acionistas da empresa.

Com isso, elas são basicamente uma representação em formato monetário e são bem estruturadas em sua posição patrimonial e também financeira. De tal forma que comporta uma data específica e inclui as transações feitas no período.

A fim de manter a gestão contábil adequada é preciso que as empresas façam os acompanhamentos. Que precisam ser realizados mensalmente para facilitar o período do exercício no final do ano.

Definindo um panorama correto para os 12 meses que compõem tal período. Ao todo temos pelo menos 6 componentes que fazem parte do processo destas demonstrações contábeis, são eles:

  • Balanço (patrimonial);
  • Demonstração de resultado;
  • Lucros e os prejuízos acumulados;
  • Fluxos de Caixa;
  • Valor adicionado;
  • Notas explicativas.

Qual é o real objetivo das demonstrações contábeis?

A fim de gerar um ótimo suporte e servir como ferramentas práticas, as demonstrações contábeis são essenciais. Pois, entenda que elas conseguem realizar a entrega de dados valiosos aos seus gestores.

Enquanto que permitem com que seja criado um mapa do desempenho em formato de desenho. Com isso, na comparação das informações atuais com as anteriores haverá mais certeza nas decisões.

Podendo inclusive fazer com que os administradores estabeleçam um caminho mais assertivo. Sendo ferramentas de gerenciamento que possibilitam com que os sócios e os acionistas avaliem a evolução da empresa.

Além de atrair investidores que percebam que aquele negócio é realmente lucrativo. Nisso, você deve saber que tais demonstrações contábeis definem:

  • O fornecimento das informações sob a posição financeira/patrimonial;
  • Resultados e os fluxos financeiros de uma certa entidade.

Certamente, saiba que a tomada das decisões ficará mais fácil mediante a aplicação dos métodos propostos. E também são capazes de trazer os resultados realizados pelo gerenciamento.

Um detalhe importante é que ao adotar essa estratégia a visibilidade mensal será muito maior. De tal maneira que a empresa poderá enxergar sua rentabilidade e performance no mercado.

Ou seja, é possível perceber que tais demonstrações contábeis não se limitam apenas a um documento no final do ano. Já que elas são feitas mensalmente, gerando muito mais potencial de avaliação na organização.

Resumidamente, saiba que o objetivo das demonstrações é mostrar a situação financeira de um negócio. Onde os indicadores ajudam os gestores em uma tomada de decisão correta.

As empresas com capital aberto e as demonstrações (contábeis)

Um ponto interessante ao falar das demonstrações (contábeis) é a respeito das companhias de capital aberto. Afinal, compreenda que a divulgação do documento faz com que haja mais transparência.

Indicando que tal gestão está realizando um bom trabalho ou que algo precisa melhorar. Com isso, entenda que nas demonstrações contábeis haverá uma clareza maior do cenário que a empresa se encontra.

De tal forma que isso pode ser útil para os colaboradores, investidores, acionistas e outros participantes. De fato, saiba que os números exatos indicam o posicionamento correto da organização.

Ao passo que se torna possível descobrir:

  • O modo de formação do patrimônio (empresa);
  • Local dos investimentos em recursos;
  • Resultados das suas atividades;
  • Entre outros fatores.

Vale dizer que até mesmo os graus do endividamento e da liquidez são mostrados ao público. O que possibilita a escolha de ações na bolsa por parte dos investidores caso o negócio se demonstre favorável.

O que a lei brasileira exige em relação a essas demonstrações contábeis?

De acordo com a lei brasileira é necessário a elaboração/divulgação das demonstrações contábeis. No caso, as empresas de capital aberto precisam se adequar a isso para evitarem problemas.

São vários os tipos de demonstrações na área financeira e cada um tem uma determinada função. E as organizações precisam elaborar esses documentos nos períodos adequados. Confira quais são os principais modelos:

  • Balanço patrimonial;
  • DRE (Demonstração do Resultado do Exercício);
  • DLPA (Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados);
  • DFC (Demonstração dos Fluxos de Caixa);
  • DMPL (Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido);
  • DVA (Demonstração do Valor Adicionado);
  • Notas explicativas.

No decorrer do artigo vamos trazer detalhes das demonstrações contábeis citadas na lista. Para facilitar a compreensão e mostrar a importância que cada uma delas possui.

Balanço Patrimonial

Conforme a Lei de número 6.404/76, o Balaço Patrimonial consiste numa demonstração contábil de Ativos, Passivos e Patrimônio Líquido. Desse modo, entenda que são seguidas também as Normas Brasileiras de Contabilidade.

Nisso, temos que o conceito de “ativo” é definido por bens, direitos e recursos de uma empresa. Onde haverá possibilidade de que eles se tornem lucros no futuro.

Já o termo “passivo” engloba todas aquelas obrigações que são assumidas com terceiros. Podendo ser resultantes de eventos, tais como dívidas, permitindo o uso de ativos na liquidação.

Enquanto que o conceito de Patrimônio Líquido das demonstrações contábeis envolve o conjunto. Ou seja, todos os recursos que são de propriedade de tal empresa.

Decerto, compreenda que a determinação do valor será dada através da diferença entre valores dos ativos e valores dos passivos. Sendo possível verificar se realmente a organização está em lucro ou prejuízos.

DRE – Demonstração do Resultado do Exercício

Por sua vez, o DRE (Demonstração do Resultado do Exercício) exibe a cada mês ou anualmente os lucros ou prejuízos. Dessa forma, saiba que ele tem sua formação em algumas variáveis que são:

  • Receitas;
  • Despesas;
  • Deduções tributárias.

Com isso, o documento terá que contar com diversas informações relevantes dentro das demonstrações contábeis. Veja uma lista com os principais pontos contidos no processo:

  • Receita (bruta) de suas vendas e serviços, incluindo deduções (vendas), abatimentos e impostos;
  • Receita (líquida) das vendas e dos serviços, custos das mercadorias, serviços (vendidos) e os lucros brutos;
  • Despesas de vendas, financeiras, deduções de receitas, despesas no geral e as administrativas;
  • Lucros e os prejuízos operacionais, tais como receitas e despesas adicionais;
  • Resultados dos exercícios anteriores ao Imposto de Renda e as provisões do imposto;
  • Participações nas debêntures, administradores, empregados, partes beneficiadas, instituições, fundos (assistência), que não sejam despesas;
  • Lucros e os prejuízos líquidos (exercício) e o montante das ações em capital social.

DLPA – Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados

Outro documento das demonstrações contábeis é o DLPA que é criada após todos os modelos propostos. Uma vez que a mesma irá informar quantos impostos foram pagos.

Ou mesmo para enviar tais dados para um determinado setor da organização. Com isso, compreenda que ela é uma referência em termos de transparência e as informações são obtidas do balanço patrimonial e da Demonstração de Resultados.

DFC – Demonstração dos Fluxos de Caixa

Seguindo as demonstrações contábeis temos também a DFC que é bastante conhecida. Pois, entenda que ela traz todas as movimentações em Fluxo de Caixa.

Enquanto que mostra as entradas e as saídas do dinheiro no período (caixa da empresa). Dessa forma, compreenda que se torna possível saber qual foi o destino dos recursos.

Vale ressaltar que o documento tem uma visão de saldo mínimo (caixa). Indicando a saúde financeira desta empresa e traz uma de viabilidade nos projetos para o futuro.

DMPL – Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido

Aqui temos um dos auxiliares na tarefa de monitorar as finanças de uma empresa. Assim, saiba que é um dos tipos das demonstrações contábeis que trazem as mudanças em patrimônio líquido de certo período.

De tal forma que a documentação indica as movimentações que foram realizadas. Tanto a origem quanto o destino que os recursos tiveram durante o exercício. Como resultado, os gestores podem verificar:

  • Evolução (Patrimônio da organização);
  • Monitorar toda a influência do patrimônio em valor (mercado).

DVA – Demonstração do Valor Adicionado

Um outro modelo que você deve conhecer é o DVA, que é a Demonstração do Valor Adicionado. Dessa maneira, saiba que estão contidas neles as informações dos valores adicionados a um negócio.

Mostrando a distribuição dos valores entre as empresas, governos, terceirizadas, colaboradores e os acionistas. Nisso, temos uma das demonstrações contábeis com diversos dados relevantes.

Já que mostra se a empresa está crescendo, diminuiu ou está em um caminho linear. Sem dúvida, tudo isso é importante nas decisões e para que a organização possa trilhar seus objetivos.

Notas (explicativas)

As notas explicativas consistem numa espécie de complemento que vão além de suas demonstrações contábeis. E isso é fundamental principalmente para as empresas que são no formato capital aberto.

Visto que elas podem necessitar de dados complementares tanto contábeis quanto financeiros. Por certo, o objetivo é esclarecer a situação (patrimonial) e os resultados dos exercícios propostos.

Perguntas

O que são demonstrações contábeis na contabilidade?

Resposta: São uma espécie de representação estruturada (monetária) na posição de patrimônio e financeira da empresa. Inclui uma data específica e engloba as transações feitas pela organização neste período.

Quais são os elementos contábeis?

Resposta: As demonstrações contábeis contam com alguns elementos importantes. São eles, os ativos, passivos, receitas, despesas. Desse modo, se torna possível avaliar e criar as documentações necessárias.

O que são demonstrações contábeis? Cite três exemplos:

Resposta: Fazem parte destas demonstrações o Balanço Patrimonial, Demonstrações do Resultado do Exercício e a Demonstração do Fluxo de Caixa.

Conclusão

Em conclusão, as demonstrações da área de contabilidade são fundamentais para as empresas. Uma vez que podem ser obrigatórias em certos casos seguindo o que diz a Lei.

Além disso, compreenda que elas trazem um conjunto precioso de informações. Que será útil para a sociedade, sócios e para os acionistas de uma determinada organização.

Isso permite uma melhor avaliação da mesma e mostra se ela está crescendo ou não. Enquanto que ajuda na escolha das ações por parte dos investidores. Portanto, as demonstrações contábeis são essenciais e por isso são obrigatórias conforme a Lei 6.404/76.

5 1 vote
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Você quer um inventario mais eficiente?
Beneficie-se com o rastreio em tempo real, redução significativa de perdas e um aumento notável na velocidade dos processos de gestão de ativos e estoques.
Sobre o Grupo CPCON
No Grupo CPCON, você encontra soluções especializadas em gestão de ativos e estoques, com ênfase na tecnologia RFID, para otimizar e agilizar seus processos. Oferecemos serviços como inventário de ativos, gestão de ativos de TI, consultoria imobiliária, reconciliação fiscal-física e automação com RFID. Além disso, temos gestão de estoque, serviços de avaliação, soluções ágeis, software e consultorias variadas. Nossa vasta experiência, incluindo trabalhos com clientes renomados como Caixa Econômica, Vale e Petrobras, reforça nosso compromisso com ética e proteção de dados.
Guias
Soluções
Cansado de erros e imprecisões na Gestão de Seus Ativos e Estoques?
Experimente a precisão e eficiência da tecnologia RFID do Grupo CPCON. Com rastreamento em tempo real e uma drástica redução nas perdas, acelere os processos de inventário e gestão em sua empresa. Transforme sua gestão de ativos hoje mesmo!
Em destaque

Conteúdos Relacionados a

Comitê de Pronunciamento Contábeis

CPC 03 e a Demonstração dos Fluxos de Caixa (R2)

O Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) com o pronunciamento CPC 03, fornece informação em relação a alterações históricas de caixa e equivalente de caixa de uma entidade através de demonstração classificatória dos fluxos de caixa do período por atividades operacionais, de investimento e de financiamento.

Continuar lendo »
Comitê de Pronunciamento Contábeis

CPC 08 e Custos em Emissão de Títulos

O CPC 08 tem por objetivo prescrever o tratamento contábil aplicável ao registro de custos incrementais incorridos em ações ou bônus de subscrição, na captação de recursos por meio de emissão de títulos de dívida e também em outros títulos patrimoniais de dívida.

Continuar lendo »
Novidades

Conteúdo Recentes

Rolar para cima